Vídeos mostram a professora com o namorado no dia do desaparecimento

Vídeos mostram a professora com o namorado no dia do desaparecimento Imagens foram feitas no elevador do prédio em que ela morava. Mais tarde, ele volta sozinho ao local e troca de roupa. IML confirma que corpo encontrado é da vítima

Thiago Soares

Saulo Araújo

Márcia entra no elevador com o namorado, em 9 de março. Ela parece conversar normalmente com Luiz Carlos. Mais tarde, ele volta ao imóvel e troca de roupa

Horas antes de ser assassinada, Márcia Regina Lopes não aparentava preocupação com supostas ameaças. Imagens do circuito interno do edifício onde a mulher de 56 anos morava, em Águas Claras, mostram a professora descendo pelo elevador com o namorado, Luiz Carlos Coelho Penna Teixeira, 42, o principal suspeito de matá-la. O vídeo é de 9 de março, dia do desaparecimento de Márcia Regina — laudo preliminar do Instituto de Medicina Legal (IML) divulgado ontem apontou que o cadáver localizado em um matagal de Planaltina de Goiás é o da professora.

 No vídeo, vestida de preto e calça bege, Márcia parece conversar normalmente com o companheiro, que usa camiseta verde. Os dois saíram do prédio e foram para um restaurante no Guará 1, onde almoçaram. Mais tarde, o agente de vendas volta sozinho ao imóvel, como apontado em outra gravação. Ele troca de roupa — veste camisa branca estampada e bermuda azul — e, descalço, passa pela portaria.

Para os investigadores da Delegacia de Repressão ao Sequestro (DRS), nesse momento, Luiz Carlos já teria possivelmente matado a companheira. O vídeo desmonta a versão de Penna contada à polícia. Em depoimento, ele afirmou que Márcia Regina o deixou no Parque da Cidade na hora do almoço. Em nenhum momento, comentou sobre a refeição com a namorada no estabelecimento do Guará, muito menos que retornou ao apartamento desacompanhado.


About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: