Vídeo flagra briga entre alunas do 6º ano de escola pública em Goiás

Vídeo flagra briga entre alunas do 6º ano de escola pública em Goiás
Menina teria apanhado por ter pedido silêncio aos colegas na sala de aula.
Com medo, ela mudou de colégio: ‘Fiquei aterrorizada’; polícia apura o caso.

Do G1 GO, com informações da TV Anhanguera
Imagens registradas por celular mostram uma briga entre duas estudantes do 6º ano do ensino fundamental da Escola Estadual Professor Benedito Vieira de Sá, em Novo Gama, cidade goiana do Entorno do Distrito Federal. No vídeo, gravado fora das dependências da instituição, é possível ver que uma das alunas, com blusa listrada, aparece puxando os cabelos de outra garota, que cai e leva vários socos na cabeça. Outros alunos acompanham a briga, mas só depois que a adolescente está caída, quase inconsciente, os colegas a ajudam.

Após se recuperar das lesões, a jovem agredida acabou mudando de escola. “Eu fiquei aterrorizada de chegar perto daquela escola e ficarem rindo de mim”, afirma a vítima, que preferiu não se identificar. Ela diz que a briga começou quando, a pedido da direção da escola, teve de escrever um exercício no quadro porque o professor havia faltado. A adolescente afirma que pediu silêncio para os demais colegas e a agressora se irritou. As agressões aconteceram após a aula, a cerca de 50 metros da porta do colégio.

A avó da adolescente, que também não quis ser identificada, criticou a posição da escola. “Ele [o diretor da escola] não chamou a polícia. Ele não levou ela sequer para o médico. Ela apanhou até desfalecer e nada foi feito, nada. Ele, inclusive, induziu a mãe dela a não chamar a polícia, a não registrar uma ocorrência”, afirma.

O diretor da unidade de ensino, Francisco Oliveira, admite que faltou professor no dia da agressão, mas nega que tenha sido omisso em relação ao caso. “A gente recolheu as duas pra dentro da escola, colocamos uma em uma sala e a outra em outra. Ligamos para os pais, as mães ambas vieram e a gente conversou com elas frente a frente, mães e filhas, e resolveu. As meninas saíram lá, pegaram na mão uma da outra, abraçaram, as mães se cumprimentaram e foram embora”, alega o diretor.

O caso foi parar na Polícia Civil, que investiga se houve omissão por parte da direção da escola e descumprimento do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). “Vai ter que apurar primeiro qual realmente foi a responsabilidade dele [do diretor], qual a conduta, para a gente poder tipificar em qual artigo do ECA que se enquadraria essa conduta”, afirma o delegado Danilo Ferreira.

Segundo a Polícia Civil, outra mãe já procurou a delegacia para registrar a agressão do filho, de 11 anos, em frente ao mesmo colégio. “Deu muito soco no meu filho. Aí veio outro rapaz e separou. Ele ficou ameaçado. O menino disse que ia matar meu filho. Por isso que vim registrar uma ocorrência”, afirma a mãe que não quis se identificar.

Adolescente teve cabelos puxados e levou vários socos na cabeça (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)tópicos:

http://g1.globo.com/goias/noticia/2014/02/video-flagra-briga-entre-alunas-do-6-ano-de-escola-publica-em-goias.html

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: