Viaduto tem último trecho liberado


Viaduto tem último trecho liberado
Obra na W3 Sul vai melhorar a vida de 80 mil motoristas diariamente e será o começo para o Expresso Oeste e o VLT

Tamanho da Fonte Redação Jornal da Comunidade

O viaduto localizado no final da W3 Sul foi inaugurado na sexta-feira (20) pelo governador Agnelo Queiroz, que também liberou o último trecho da obra, a alça de acesso à Enap. O trânsito de veículos foi autorizado no início de junho. O procedimento teve como objetivo minimizar os transtornos resultantes da paralisação da obra, em setembro de 2010, por determinação da Justiça.

“Estamos inaugurando uma obra importante para a cidade porque ela não só melhora a vida de quem passa por aqui diariamente, diminuindo os engarrafamentos, como também é uma obra para o futuro. Aqui é o começo do Expresso Oeste e do VLT”, disse o governador. O viaduto recebeu investimento de R$ 20 milhões do GDF e beneficia 80 mil motoristas que passam diariamente pelo local.
Foto: DivulgaçãoO procedimento teve como objetivo minimizar os transtornos resultantes da paralisação da obra em setembro de 2010

A obra tem 55 metros de comprimento, 38 metros de largura e 5 metros de altura. A parte superior destina-se aos automóveis que trafegam pela Estrada Setor Policial Militar (ESPM) e futuramente para os ônibus do Expresso Oeste. No vão inferior, passarão os motoristas que saírem da W3 Sul com destino ao Terminal da Asa Sul. A estrutura já está adaptada para receber o veículo leve sobre trilhos (VLT), também na parte inferior.

A construção do viaduto fazia parte do projeto do VLT, mas a obra foi paralisada em setembro de 2010. O contrato foi cancelado em outubro de 2011. No início de 2013, após a realização de uma nova licitação, a Justiça autorizou a retomada da obra, que passou a ficar sob responsabilidade da Secretaria de Obras.

EXPANSÃO


No último dia 13, foram assinados os termos de compromisso para repasse de recursos do Orçamento Geral da União para execução das obras do Expresso DF Oeste e expansão do metrô. O valor total dos termos chega a R$ 849 milhões, sendo R$ 700 milhões para o metrô e R$ 149 milhões para o Expresso Eixo Oeste.

O corredor, com 38,7 km de extensão, ligará Ceilândia (Sol Nascente) ao Plano Piloto (Eixo Monumental e Estação Asa Sul), passando por Taguatinga. O objetivo da implantação do corredor é diminuir os gargalos que obstruem o trânsito no percurso.


About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: