Valcke dá ultimato às obras na Arena da Baixada, em Curitiba

O secretário-geral criticou duramente o andamento das obras no estádio do Atlético-PR

O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, criticou duramente o andamento das obras na Arena da Baixada e deu um prazo até o próximo dia 18 de fevereiro para os responsáveis do estádio, que receberá as partidas da Copa do Mundo em Curitiba, apresentarem soluções.

“A questão é delicada. Sejamos francos e diretos. Como devem saber, a situação atual do estádio não é realmente do nosso agrado. O estádio não está apenas muito atrasado, mas foge a qualquer bom cronograma de entrega para a Fifa”, disse Valcke.

“Daqui até 18 de fevereiro, eles terão de decidir. A partir de hoje até essa data, é necessário que sejam feitas as obras que nos permitam confiar que é possível realizar a Copa do Mundo aqui. Como está hoje é um perigo. Não há uma data limite. Já não se fala mais nisso.”

“Em 18 de fevereiro vamos ver o que está sendo feito. Depois temos de ver o que pode ser feito até a data mais afastada possível do dia 16 de junho (data do primeiro jogo na Arena da Baixada). A partir de hoje, vamos trabalhar em vários níveis e haverá uma fiscalização diária do COL e da Fifa”, lembrou o representante da Fifa.

Na última segunda-feira, Valcke visitou os estádios que estão sendo construídos em São Paulo e em Cuiabá. Assim como as demais obras, a Arena da Baixada tinha prazo para ser entregue no dia 31 de dezembro, mas após uma sequência de problemas, a última data prevista foi 29 de março, que dificilmente será cumprida. O governo estadual também fez cobranças ao Atlético-PR, dono do estádio, principalmente em relação ao número de operários, que deveria aumentar de 1.000 para 1.500, de acordo com a Fifa.


About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: