Vai ser assim até quando, Uniceub?

Não foi desta vez que o UniCeub/Brasília conseguiu emplacar uma sequência de vitórias. Depois de superar o Macaé, no Rio de Janeiro, a equipe candanga não teve forças para derrotar o Paulistano, o quarto colocado na competição, emplacando a sua sexta derrota, por 96 x 74.

Desde o início, a equipe adversária manteve-se na dianteira, não dando oferecendo chances de reação para os visitantes. Cestinha da partida com 35 pontos, o armador Nezinho atuou praticamente sozinho.

Todo o time teve um desempenho muito abaixo no aproveitamento de arremessos, tanto da linha de dois quanto da linha de três pontos.

Nezinho, inculsive, foi caçado em quadra – talvez por ser o mais acionado. O camisa 23 foi quem mais recebeu faltas em quadra: oito no total.

Pelo lado do Paulistano, o ala/pivô Pilar e os norte-americanos Dawkins e Holloway, ambos oriundos do Liga Sorocabana, foram os destaques. Juntos, os três marcaram a maioria dos pontos do time paulista. Pilar foi quem mais pontuou pelos donos da casa: 23 vezes.

ACABOU A INVENCIBILIDADE

O Flamengo acabou com a invencibilidade do líder Limeira ao derrotar os paulistas por 88 x 67.

Com a vitória o Limeira continua na primeira colocação do Novo Basquete Brasil (NBB), mas vê o atual campeão do torneio chegar próximo com sete vitórias, contra oito do Limeira. Agora, o Flamengo se iguala a campanha do Pinheiros, na vice-liderança.

Fonte: Da redação do Jornal de Brasília

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: