Um terço ainda sem condições de votar


Se as eleições fossem hoje, quase um terço dos eleitores do Distrito Federal não teriam como votar. É que 583 mil deles ainda não fizeram seu recadastramento na Justiça Eleitoral, colocando seus dedinhos para a coleta dos dados 
biométricos. Até este final de semana, 1 milhão e 383 mil eleitores haviam sido atendidos nas unidades da Justiça Eleitoral. O número de recadastrados chegou a 1 milhão 240 mil 500, o que representa 68% da meta do Tribunal Regional.


Eleitoral.

Ônibus com kits biométricos Para completar os serviços, a Justiça Eleitoral adotou invenções como o TRE Aqui, um ônibus com oito kits biométricos e capacidade de atender até 250 pessoas por dia que percorre as áreas em que se registra maior potencial de atendimentos — ou maior dificuldade de acesso. Na semana passada passou dois dias na Feira dos Importados e, depois, no remoto no Setor Habitacional Águas Quentes, quase na entrada de Santo Antonio do Descoberto
Campeã dos sem-título é a Asa Sul Mas não é apenas em áreas de difícil acesso que a turma ignora o recadastramento. O primeiro lugar em não comparecimento, percentualmente, é da Asa Sul, onde 41,16 % do seu colégio eleitoral não têm condições de votar. São quase 33 mil eleitores que ainda não coletaram dados para o recadastramento eleitoral.

Ceilândia vem a seguir

Em seguida, vem Ceilândia Norte. Com 23 mil 862 eleitores sem realizar o recadastramento com coleta de dados biométricos, chega-se a um percentual de 40,18%. A quantidade é ainda maior, em termos numéricos, na região de Ceilândia Centro, cujo contingente que precisa visitar postos e cartórios ch e g a perto dos 30 mil, embora em termos percentuais o número seja de 38,52%,

terceiro lugar

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: