TENDA VIVA População de rua terá atendimento gratuito até sexta-feira em Taguatinga

TENDA VIVA

População de rua terá atendimento gratuito até sexta-feira em Taguatinga
Serão oferecidos serviços de assistência social, saúde, educação, trabalho, justiça e direitos humanos

MARY LEAL/ ARQUIVO

O projeto-piloto “Tenda Viva”, criado para facilitar o acesso da população de rua aos serviços públicos do GDF, continuará em Taguatinga Centro até esta sexta-feira (21). A ação permanecerá no estacionamento do Conselho Tutelar da cidade, com atendimentos feitos de segunda a sexta-feira, das 14h às 18h.

O objetivo da ação, acompanhada pela Casa Civil, é alcançar o público-alvo, que dificilmente procura os programas ofertados pelo governo. São oferecidos serviços de assistência social, saúde, educação, trabalho, justiça e direitos humanos.

“Percebemos que a população de rua tem dificuldade de acessar esses serviços porque não se sente à vontade de procurá-los”, explicou o médico psiquiatra da Diretoria de Saúde Mental, da Secretaria de Saúde, Renato Canfora.

O profissional ressalta que o foco não é retirar as pessoas das ruas ou pressionar os usuários a deixarem o vício, mas acolhê-los para que cuidem da saúde e, se desejarem, encaminhá-los a abrigos e programas sociais do governo.

“Nosso objetivo aqui é oferecer os cuidados de saúde dos quais eles precisam e mostrar meios de mudança. As pessoas que querem mudar de vida são devidamente encaminhadas”, complementou o médico.

A “Tenda Viva” é promovido pela Secretaria de Desenvolvimento Social e Transferência de Renda, em parceria com as secretarias de Saúde, Educação, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos, além da Administração Regional de Taguatinga e da Defensoria Pública do DF.

SERVIÇOS OFERTADOS

Assistência Social:

* Orientação sobre serviços socioassistenciais;

* Promover a aquisição de benefícios socioassistenciais básicos;

* Declaração de isenção de taxa para a segunda via de RG;

* Orientação e providência para solicitar a certidão de nascimento;

* Acolhimento institucional;

* Declaração de endereço (referência a pessoa no serviço e permite o acesso a outros serviços públicos); local para banho, oferta de lanche e guarda de pertences;

* Inclusão no Cadastro Único (necessário CPF ou Título de Eleitor);

Saúde:

* Atendimento clínico individual;

* Oficinas;

* Aferição da pressão arterial e glicose;

* Vacinação Hepatite B e Tétano;

* Pequenos curativos;

* Testagem rápida de HIV com aconselhamento pré e pós-testagem;

* Orientação sobre o serviço do Centro de Atendimento Psicossocial (CAPS);

* Orientação sobre o uso abusivo de substâncias tóxicas;

* Distribuição de material para prevenção de DST’s;

Educação:

* Orientações sobre inclusão em escolas transitórias para readaptação e na rede de ensino regular;

* Captação de demanda de alfabetização de pessoas com 15 anos ou mais;

Secretaria do Trabalho:

* Orientação e inclusão nos cursos “Projovem” e “Qualificopa”;

* Elaboração de currículo profissional;

* Emissão de carteira de trabalho;

* Cadastramento no Sistema Nacional de Emprego (Sine);

* Encaminhamento para vaga de emprego;

* Oficinas de artesanato em argila;

Defensoria Pública:

* Orientações sociojurídicas;

* Promoção de acesso à documentação civil.

Agência Brasília

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: