Telexfree acusa MP de não aceitar proposta de devolução do dinheiro aos divulgadores

A mensagem foi divulgada na noite desta terça-feira, 7, em vídeo postado na página oficial da Telexfree no facebook

O sócio-diretor da Ympactus/Telexfree, Carlos Costa, afirmou que o Ministério Público do Estado do Acre não aceitou o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) em que a empresa se prontifica a devolver o dinheiro dos divulgadores que não conseguiram recuperar seus investimentos. A mensagem foi divulgada na noite desta terça-feira, 7, em vídeo postado na página oficial da Telexfree no facebook.

No TAC, elaborado pelo advogado Roberto Duarte Jr, a Telexfree teria encaminhado uma proposta sugerindo a devolução dos valores, mas, segundo Costa, a Promotora do Caso, Alessandra Marques, não aceitou.

O diretor da Telexfree revelou ainda que o mesmo documento enviado ao Acre foi encaminhado também a Comissão da Câmara que luta pela regulamentação do Marketing Multinível no país. Segundo Costa, a proposta da empresa foi respaldada positivamente pela comissão em Brasília.

“Se nós estamos falando em devolução é porque pirâmide financeira não existe . Nós fizemos esse pedido e de maneira estranha, o Ministério Público, que diversas vezes falou na mídia está defendendo o direito dos divulgadores, inclusive a própria juíza, acatou a causa na defesa dos divulgadores, não aceitou”, relatou Carlos Costa, afirmando que a proposta foi feita informalmente, e que esse TAC será anexado nos autos do processo.

Ao final da mensagem em vídeo, Carlos Costa disse que “Deus não dá um fardo que você não aguente”, na tentativa de animar os divulgadores que estão há mais de 200 dias sofrendo com o bloqueio da empresa na Justiça do Acre. Veja o vídeo https://www.youtube.com/watch?v=Eds6ceQYJVI



About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: