TCU vê sobrepreço de R$ 1,5 bilhão na Refinaria Abreu e Lima


TCU vê sobrepreço de R$ 1,5 bilhão na Refinaria Abreu e Lima
Tribunal de Contas da União volta a recomendar ao Congresso a parada das obras, o que faz desde 2009

Publicado em 31/10/2012,
Giovanni Sandes

O Tribunal de Contas da União (TCU) voltou a pedir nesta terça (30) ao Congresso Nacional o bloqueio de dinheiro e a paralisação das obras da Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, por irregularidades graves. O TCU detectou desde 2009 a existência de seis contratos da refinaria com R$ 1,5 bilhão em sobrepreço (quando os preços estão bem acima do mercado, mas ainda não foram pagos pela administração pública). A medida seria preventiva, mas o Congresso não adotou as recomendações do Tribunal de Contas.

Como medida para corrigir o problema, a auditoria do TCU determinou a revisão para baixo dos preços dos seis contratos, que juntos somam R$ 12 bilhões. Procurada ontem, a Petrobras não se manifestou até o fechamento desta edição.

A refinaria é uma das 22 obras com indícios de irregularidades graves e pedido de paralisação no relatório de fiscalização do TCU aprovado ontem, Fiscobras 2012. Quinze delas, porém, são “regularidades anteriores não corrigidas”: sugestões não seguidas pelo Congresso na última edição do Fiscobras, entre elas a refinaria.

Leia a matéria completa na edição desta quarta (31) na editoria de Economia do Jornal do Commercio.

A seguir, você confere a íntegra do relatório do TCU.

Fonte:TCU

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: