Taguatinga: Quase 44% moram e trabalham na cidade

Com renda domiciliar média de R$ 5,1 mil, Taguatinga se apresenta como cidade dinâmica e independente em relação à oferta de serviços públicos, atividades comerciais, mercado de trabalho, cultura e diversão. Foi o que revelou a Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios (Pdad), divulgada pela Companhia de Planejamento (Codeplan).

Quase metade da população de trabalhadores de Taguatinga (43,95%) tem o emprego na própria região administrativa. À exceção de cultura e lazer (79%), todas outras categorias são, na quase totalidade, feitas na região.

A pesquisa mostra que 54,45% dos moradores são chefiados por trabalhadores na faixa próxima aos 55 anos e que houve acréscimo real de 10,93% na composição salarial per capita dos moradores em relação a 2011. Além disso, 41,5% dos responsáveis pelos domicílios são empregados com carteira assinada, 33,4% são autônomos e 19,5% são funcionários público/militar.

Taguatinga teve crescimento populacional superior a 4% ao ano, acima da média das demais cidades. “Houve aumento de 15,7% no número de moradores que estão na região há mais de cinco anos, o que mostra que Taguatinga tem grande atratividade migratória devido à sua dinâmica econômica e ao padrão de renda. É o segundo polo na área de comércio e serviços”, Júlio Miragaya, presidente da Codeplan.

Conforme o gerente de Base de Dados da companhia, Jusçanio Souza, Taguatinga é a segunda região depois do Plano Piloto na geração de postos de trabalho. “A região tem demonstrado também melhoria na posse de bens e apresenta a maior renda per capita, com menor percentual de trabalhadores sem carteira assinada das RAs já divulgadas em 2013”, acrescentou.


Fonte: Da redação do Jornal de Brasília

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: