Suspeita de abuso sexual em UPA leva técnico de enfermagem à cadeia

Johnny Braga

Um técnico de enfermagem foi preso na manhã desta terça-feira (19), sob suspeita de abusar sexualmente de uma paciente de 22 anos, por volta de 23h30 desta segunda-feira (18), na Unidade de Pronto Atendiento (UPA) do Núcleo Bandeirante. O técnico teria tocado as partes íntimas da vítima. Segundo a polícia, o crime ocorreu logo após a mulher ter sido medicada na nádega.

De acordo com informações da 29ª Delegacia de Polícia do Riacho Fundo I, responsável pelo caso, a vítima teria ido a UPA com suspeita de ter contraído uma forte gripe. O técnico de enfermagem atendeu a paciente e injetou dois medicamentos no braço. Logo após, ele a levou para uma sala reservada para que fosse aplicada uma injeção no glúteo.

Após ser medicada, o suspeito a teria tocado nas partes íntimas. Ela então saiu da sala e procurou a polícia. Na delegacia, ela afirmou que antes de se despir, havia tomado outro medicamento no braço, que fez com que ela ficasse dopada. Diante do fato, ela garantiu a polícia que o técnico se aproveitou da situação para tocá-la.

Com base no depoimento, a polícia localizou o suspeito, que na delegacia negou o fato e afirmou não ter tocado a vítima em nenhum momento, a não ser na região onde fora aplcado o medicamento (Benzetacil). Segundo a delegada-chefe da 29ª DP, Alessandra Lacerda, a polícia trabalha na versão apresentada pela vítima, uma vez que a situação não sugere o aparecimento de testemunhas.

O técnico de enfermagem, que trabalha há quase oito anos em unidades de sáude do DF se defende explicando que seguiu apenas os procedimentos-padrão e que em nenhum momento tocou a vítima. Ele diz ainda que trabalha no ramos há anos e que nunca havia passado por situação parecida.

O suspeito pode pegar uma pena de dois a seis anos de prisão. Segundo a polícia, não há antecedentes criminais em nome dele, nem denúncias, ou suspeitas de cometer crimes semelhantes em trabalho, ou fora dele.

Em nota, a Secretaria de Saúde SES-DF informa que o caso será investigado. Aguardamos comunicação oficial do órgão responsável pela detenção do servidor.

Mais informações você lê na edição desta quarta-feira (20), do Jornal de Brasília.

Fonte: Da redação do clicabrasilia.com.br

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: