SP e DF já registram manifestações do Dia Internacional de Lutas contra a Copa

SP e DF já registram manifestações do Dia Internacional de Lutas contra a Copa


Manifestante carrega bandeira do Brasil enquanto barricada de pneus é queimada próximo ao estádio Itaquerão, em São Paulo

Já são registradas as primeiras manifestações do Dia Internacional de Lutas contra a Copa, embora a maior parte das atividades estejam programadas para ocorrer na tarde desta quinta-feira, 15 de maio. A data, agendada pela Associação Nacional dos Comitês Populares da Copa e outros movimentos sociais, marca a primeira grande manifestação coordenada em várias cidades às vésperas do evento, que começa em 28 dias.

Em São Paulo, três protestos bloqueiam ruas em diferentes pontos da Região Metropolitana. O Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) organizou duas marchas em diferentes locais, cada uma contanto com mais de mil pessoas, segundo os manifestantes. Um dos atos seguiu até as imediações do estádio do Itaquerão, onde foram queimados pneus.

O terceiro protesto registrado foi realizado por metalúrgicos, que fecharam a Marginal Tietê durante parte da manhã desta quinta.


Grupo interditou a Marginal Pinheiros com caixas de madeira e faixas, em São Paulo
Em Brasília, um grupo ligado ao MTST invadiu o prédio da Terracap, reivindicando que o governo do Distrito Federal cumprisse a promessa de entregar auxílios-moradia para as pessoas que haviam sido removidas de uma construção abandonada em Taguatinga. Na capital federal , a tática foi a mesma usada em São Paulo e parte dos manifestantes seguiram para a frente do Palácio do Buriti. Mais cedo, cerca de 300 integrantes do MTST chegaram ao Eixo Monumental em sete ônibus fretados.

A expectativa é que as manifestações desta quinta-feira ocorram em 50 cidades de todo o país, sete delas palcos de jogos durante a Copa do Mundo.


Polícia Militar acompanha manifestação de integrantes do MTST em Brasília

Com agências


About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: