Sonhando acordado

   O presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal, o petista Wasni de Roure (foto), conseguiu a antipatia unânime de seus pares. Quando assumiu a presidência, administrou a Casa com mão de ferro e sem jogo de cintura política. O motivo era uma vaga no Tribunal de Contas do Distrito Federal que teria sido prometida a ele. Uma solução caseira, a primeira cadeira foi para o então secretário de Governo Paulo Tadeu. O desgaste de Wasni à frente da Câmara foi deixando o presidente em completo isolamento.

Wasni agora corre atrás, na esperança de que o conselheiro Domingos Lamoglia deixe o TCDF e abra a sua tão sonhada vaga. Em tempos de eleição, os partidos aliados pleiteiam a cadeira, deixando Wasni mais uma vez a sonhar com o Tribunal de Contas. Recentemente, Wasni abriu uma licitação no valor de R$ 312 mil para cercar a Câmara Legislativa, com medo que as manifestações pudessem chegar à Câmara Distrital. O curioso é que a medida impopular está sendo comentada nas redes sociais. Afinal de contas, o slongan da Casa diz: “Pode entrar, a Casa é sua”.

Fonte: Mino Pedrosa

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: