Senado Federal: Cadeira do PT terá disputa interna


Senado Federal: Cadeira do PT terá disputa interna

Dois petistas concorrem à vaga, que ainda pode ser cedida a uma coligação
Daniel Cardozo

A disputa pela candidatura ao Senado na chapa do PT está só começando. Os dois postulantes são o secretário de Habitação, Geraldo Magela, e o deputado distrital Chico Leite. Mas também pode aparecer na composição um nome de outra legenda, como uma tentativa de fortalecer a aliança.

O prazo para a inscrição definido pela executiva nacional petista foi fixado em 4 de abril, embora os militantes tivessem sido avisados de que todos os candidatos — inclusive a deputado — deveriam inscrever-se até 21 de março, última sexta-feira. Até a data, só havia sido confirmada a inscrição de Chico Leite. Magela nem apareceu.

Os perfis são considerados diferentes: Magela tem a força de ter sido um dos fundadores do partido, enquanto Chico Leite está sendo lembrado por levantar a bandeira da ética na política.

O presidente local do PT, deputado federal Roberto Policarpo, esclarece que a data limite sempre foi no dia 4 para as eleições majoritárias. “Não houve prorrogação. O prazo é até 4 de abril, justamente por conta da desincompatibilização. O Magela já comunicou ao partido que quer concorrer e deve se inscrever no prazo”, afirmou.

A intenção do deputado Chico Leite é a candidatura ao Senado. Ir novamente à Câmara Legislativa ou tentar ser deputado federal seriam escolhas tomadas junto com lideranças do partido. “Quando se está na política, não se tomam decisões sozinho. Se dependesse de mim, nem seria candidato se não fosse ao Senado”, disse o distrital.

O tema será discutido dentro da legenda e, caso Chico Leite e Magela não abram mão ao Senado, o regimento prevê votação entre os delegados.

Para aliança

Só que as candidaturas de ambos podem não ir adiante, caso o partido considere estratégico dar a vaga a outro partido, para compor coligação. O preferido seria o deputado federal José Antônio Reguffe (PDT), deputado mais votado em 2010.


Quem tentará disputar vaga de deputado
1 O PT divulgou ontem à noite a lista de candidatos a deputado federal e distrital, que ainda pode sofrer alterações.

2 Aparecem entre os 12 pré-candidatos à Câmara dos Deputados os já parlamentares Policarpo e Érika Kokay, o secretário de Saúde, Rafael Barbosa, e o deputado distrital Patrício, além de Geraldo Magela e Chico Leite.
3 Para a Câmara Legislativa, a lista é de 57, mas, caso o PT não se coligue com outro partido para as eleições proporcionais, o número precisa cair para 48 nomes.

4 Procuram reeleger-se para o Legislativo local os distritais Chico Vigilante, Chico Leite, Cláudio Abrantes e Wasny de Roure.
5 Estão entre os candidatos com cargos no GDF estão o secretário de Transferência de Renda, Daniel Seidel e o atual administrador de Samambaia, Risomar Carvalho. 

6 Tentarão a sorte novamente nomes conhecidos da urnas, mas que não tiveram a mesma sorte nas últimas eleições, como a secretária da Criança, Rejane Pitanga, o sindicalista Cícero Rola, o ex-distrital Chico Floresta, e o ex-administrador Antônio Sabino.

Fonte: Da redação do Jornal de Brasília

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: