Sedhab chama 13 mil inscritos no cadastro da Habitação

Com essa convocação, já são 20 mil os contemplados pelo programa Morar Bem
Cidade do Vaticano
DIVULGAÇÃO
Foto: DIVULGAÇÃO
O GDF convocou nesta quarta-feira  inscritos no programa habitacional do governo, Morar Bem. Foi a maior convocação já realizada pela Secretaria de Habitação, Regularização e Desenvolvimento Urbano (Sedhab) e que será publicada no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) de amanhã. O Morar Bem tem financiamento subsidiado pelo programa do governo federal Minha Casa, Minha Vida.

Todos os convocados receberão uma carta registrada onde constará a relação de documentos necessários. Eles deverão apresentá-los na Companhia de Desenvolvimento Habitacional (Codhab) entre os dias 3 e 28 de setembro. Quem não comparecer até 45 dias após o período estabelecido no cronograma de apresentação, será excluído automaticamente do cadastro.

“Depois que os dados forem comprovados e os convocados habilitados, eles serão encaminhados para os bancos. Lá eles vão dialogar sobre a forma de pagamento dos apartamentos, custo do imóvel e prestações”, detalhou o secretário de Habitação, Regularização e Desenvolvimento Urbano, Geraldo Magela.

Com esse chamamento, o governo alcançará a marca de 20 mil pessoas contempladas pelo Morar Bem somente em 2012.

Classificação– A ordem de chamamento obedece a critérios de classificação e pontuação na lista da Codhab. São avaliados aspectos sociais e econômicos,  como o período de moradia em Brasília e de permanência na lista, a renda familiar e o número de dependentes. A  Codhab conta com aproximadamente 330 mil inscritos. Desse número, aproximadamente 50% são pessoas com até 30 anos de idade e solteiros.
 
30 mil moradias – No Distrito Federal, 30 mil unidades habitacionais já foram lançadas e serão construídas em Planaltina, Santa Maria, Samambaia, Gama, Sobradinho, Recanto das Emas, Paranoá e Riacho Fundo II. Nesses três últimos, as moradias serão entregues até o final de 2013. As do Mangueiral, em São Sebastião, já começaram a ser entregues.

O valor de cada unidade varia de acordo com o local e tamanho do apartamento. Um de dois quartos, por exemplo, vale em média R$ 65 mil e o de três quartos, R$ 85 mil.

Confira o cronograma da convocação anunciada:

                                                                    Setembro
Grupo               Classificação                 Quantidade convocados                     Período

1º Grupo        7126° ao 9726º                  2.542                                   3 a 6 de setembro de 2012
2º Grupo        9727° ao 13169º                3.330                              10 a 14 de setembro de 2012
3º Grupo     13170º ao 16574º                 3.330                              17 a 21 de setembro de 2012
4º Grupo     16575º ao 20000º                 3.330                              24 a 28 de setembro de 2012
TOTAL                                                         12.532 

Outra convocação– Na edição de dessa quarta-feira (25) do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), a Codhab já havia convocado 1.025 moradores da Cidade Estrutural para regularizar suas moradias, 559 habilitados para a aquisição de imóveis do Programa Morar Bem e 18 a serem reassentados pelo Programa de Aceleração do Crescimento Vila Dnocs (PAC Vila Dnocs).

Os beneficiados da Estrutural são moradores da Quadra 6 do Setor Leste e dos conjuntos 1 e 2 da Quadra 1, Setor Especial. Eles devem apresentar documentação de 27 de agosto a 11 de outubro no Posto Avançado da Estrutural, na administração regional da cidade. A relação e o cronograma de entrega dos documentos estão disponíveis no DODF, página 48.

O Programa Morar Bem selecionou 559 habilitados à aquisição de unidades habitacionais. A documentação, aprovada pela Codhab, será encaminhada às empresas ou cooperativas, que buscarão recursos para construir as moradias. A orientação da Sedhab é para que os habilitados aguardem contato das empresas.

Por meio do programa PAC Vila Dnocs mais 18 moradores, os últimos de uma lista com mais de 400 famílias de Sobradinho, serão reassentados. O GDF e o governo federal investiram R$ 22 milhões na iniciativa.  Serão realizadas duas vistorias antes da ocupação das casas: uma do próprio morador e outra da Caixa Econômica Federal.

Agência BrasíliaFoto do perfil

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: