Secretaria lança cartilha do idoso

   Uma cartilha com dicas de segurança e de prevenção a golpes frequentes contra idosos foi lançada nesta quarta-feira (19) pela Secretaria Especial do Idoso, em parceria com a Polícia Militar. O material faz parte da Campanha de Prevenção de Segurança para Pessoa Idosa, que prevê, ainda, a divulgação de informações por meio de palestras e cartazes.

A cartilha, que será distribuída em postos comunitários e blitze da PM, traz orientações de como não cair em golpes bancários, falsos sequestros, bilhetes premiados e cartão magnético preso no caixa eletrônico, entre outros.

“Eu já sofri duas tentativas de golpe. Essa cartilha é importantíssima e necessária porque nos ensina a nos defender”, disse Eleci Barbosa, de 74 anos, ao receber o material.

Além das sugestões de segurança contra golpes nas ruas e no banco, o material tem também dicas de como evitar problemas em casa. As principais orientações são: nunca aceitar serviços não requisitados ou abrir a porta sem ter certeza de quem bate.

No banco, é recomendável que o idoso não entregue seu cartão magnético a ninguém e nunca peça a ajuda de estranhos, nem se afaste do caixa eletrônico caso o cartão fique preso.

Com relação às ocorrências mais frequentes, como o falso sequestro, a recomendação é não atender as exigências, por mais violentas que sejam as supostas ameaças, tentar fazer contato com a pessoa que o golpista alega ter sequestrado e contatar a polícia. Quanto ao bilhete de loteria premiado, o idoso não deve aceitar esse tipo de oferta e deve pedir ajuda em uma loja mais próxima.

“Tivemos 1.205 casos de violência contra o idoso em 2012, de acordo com os últimos dados que temos. Uma pessoa orientada dificilmente cairia numa armadilha. Nosso trabalho é fazer essa prevenção e também queremos envolver a família toda”, disse o secretário do Idoso, Ricardo Quirino.

“São situações típicas do nosso dia a dia, com linguagem simples, de fácil entendimento. Tenho certeza de que, se nos depararmos com essas situações, saberemos reagir”, elogiou Elmo Fernandes, presidente da Associação dos Idosos do Cruzeiro.

Caso o golpe tenha sido bem-sucedido, o idoso pode pedir auxílio pelos telefones: 156 – Disque idoso; 190 – Polícia Militar; 193 – Corpo de Bombeiros; e 192 – SAMU.

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: