Schumacher pode ficar totalmente paralisado e ter fala afetada, conta ex-piloto após visitá-lo



   Schumacher pode ficar totalmente paralisado e ter fala afetada, conta ex-piloto após visitá-lo

Philippe Streiff, piloto que ficou paraplégico em 1989, visitou Michael Schumacher nesta sexta e trouxe novas informações à imprensa depois de conversar com o médico do alemão. A hemorragia no cérebro pode levar à paralisia completa do heptacampeão

Diante do silêncio do Centro Hospitalar Universitário de Grénoble e da assessoria, as primeiras informações não oficiais que surgem a respeito de Michael Schumacher de fontes que falam abertamente sobre o assunto não são muito animadoras. Philippe Streiff, ex-piloto de F1 e que ficou paraplégico depois de um acidente sofrido em treinos livres em Jacarepaguá há 25 anos, visitou o alemão nesta sexta-feira (3) e ouviu os médicos que cuidam dele. E informou à imprensa que o heptacampeão pode ter um destino semelhante ao seu.

Cercado pela reportagem das agências ‘Reuters’ e ‘AP’, Streiff disse que tinha notícias sobre o estado de Schumacher. “Michael está um pouco melhor, mas ninguém sabe dizer como vai sair dessa ainda”, comentou, indo na linha que foi apresentada pelos médicos que cuidam de seu caso.

Mas logo deu indicações de que a situação é bastante delicada, depois de conversar com o médico Gerard Saillant. “Ele me disse que ainda não sabe como a história vai acabar. O sangramento continua em ambos os lados do cérebro e poderia afetar a fala”, contou Streiff. “Estão fazendo tomografias todos os dias para ver como os edemas estão sendo absorvidos e, quanto mais rápido forem absorvidos, menos ele vai ficar paralisado. Mas se a hemorragia continuar por muito tempo, ele corre o risco de ficar paralisado completamente”, completou.

Fã na frente do hospital em Grénoble (Foto: Reuters)

Schumacher está internado em estado grave na França desde o último domingo, quando sofreu um acidente enquanto esquiava na estação de Méribel, nos Alpes. Ele teve traumatismo craniano e hemorragia cerebral depois de cair e bater a cabeça contra uma pedra, e está em coma artificial já há cinco dias.

A situação, de acordo com os médicos que o atendem, é crítica. Michael já passou por duas cirurgias na cabeça – sendo a segunda delas mais delicada, para a remoção de um hematoma no cérebro – e ficou estável entre terça e quinta-feira. Caso não estivesse usando capacete, provavelmente teria morrido na hora. O item de proteção, aliás, partiu no violento impacto. Hoje, Schumacher completa 45 anos.


About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: