Sarney ignora morte da menina Ana Clara e culpa oposição por denegrir a imagem do Maranhão


Gilberto Lima

Sarney está assustado com
desempenho da oposição

Em seu artigo dominical, onde destila seu ódio contra adversários políticos, o senador amapaense, José Sarney – vulgo dono do Maranhão – espinafra a oposição e a culpa do divulgar números fantasiosos que colocam o Maranhão como líder no ranking dos piores do país.

O oligarca-mor chega a afirmar que os adversários, em episódios recentes, esqueceram os cinco ônibus que são incendiados em São Paulo todos os dias, mas fizeram estardalhaço com apenas dois que foram queimados por brigas entre facções criminosas no Maranhão.

“Chegaram ao máximo de esquecer os cinco ônibus que queimam por dia em São Paulo, para criar um escândalo mundial com o incêndio de dois no Maranhão, numa vingança de bandidos e quadrilhas organizadas que nossa Polícia tem combatido com êxito”, diz Sarney. Será que ele esquece que o fato ganhou repercussão internacional, não somente pelo incêndio de ônibus, mas, principalmente, pelas vítimas desses ataques? Será que ele não sabe que Ana Clara, uma inocente, morreu em conseqüência desses ataques? Será que ele não sabe do drama vivido pelo herói Marcos Ronny, que teve 70% do corpo queimado ao tentar salvar Ana Clara?

É, no mínimo, falta de sensibilidade para com o sofrimento daqueles que deveriam contar com a proteção do estado. Se a violência está fora de controle, a culpa é do desgoverno da filha do senador, Roseana Sarney, um verdadeiro desastre para o Maranhão. Um governo que não tem comando. Um governo marcado pela corrupção deslavada. Disso ele não fala. Faz-se de cego, surdo e mudo. Só enxerga o que lhe convém. Tem os olhos voltados somente para os opositores, mas varre a sujeira de sua própria casa para debaixo do tapete. Na verdade, o desespero por uma derrota iminente é visível. Não sabe como turbinar o fraquíssimo Lobinho, apresentado como o redentor da oligarquia.

Na verdade, Sarney está preocupadíssimo com o ocaso de seu grupo político. Vê uma derrota histórica bater-lhe à porta. O quê fazer? Somente atacar os adversários, culpando-os pela imagem negativa do Maranhão, não vai resolver.

No mesmo artigo, Sarney anuncia um novo golpe: a descoberta de gás natural no Maranhão. Para ele, poderá ser a mola propulsora do desenvolvimento, com o Maranhão cada vez mais rico. Ainda desdenha de seus opositores, tachando-os de pregoeiros da desgraça.

“Os pessimistas, que querem fazer política à custa do Maranhão, denegrindo-o, devem ter amanhecido roendo as unhas de raiva: a Petrobras DESCOBRIU PETRÓLEO E GÁS em Senador Alexandre Costa e outros quatro municípios. É o Maranhão avançando, ficando cada vez mais rico. Feliz está o povo com a notícia e infelizes os pregoeiros da desgraça e da terra arrasada, exercitando a mais arrasada de todas as políticas”

Será que Sarney está esquecido do golpe da Refinaria Premium, anunciada em plena campanha de 2010, e que se transformou em um verdadeiro fiasco. Cadê os milhares de empregos que seriam gerados? A tal refinaria transformou-se em um canteiro de obras abandonado. Mais uma obra fantasma no Maranhão. Quem vai acreditar em mais esse engodo, com cheiro de golpe, da oligarquia?

Outra coisa: não é de hoje de se sabe que o Maranhão tem grandes reservas de petróleo e gás. Esses estudos são da década de 1970. Com base nesses estudos, a família Sarney se apropriou de grandes áreas que podem render bons dividendos para seus negócios. Portanto, esse anúncio da Petrobrás não é novidade para ninguém. Em longo prazo, a exploração desses bens naturais vai ser boa para o povo do Maranhão ou vamos continuar com os piores indicadores sociais?

A cada artigo, Sarney acusa o golpe. Enquanto o dono do mar chora e lamenta, a libertação do Maranhão segue a passos largos.


About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: