“Salvei o Brasil de José Dirceu”, diz Roberto Jefferson após deixar hospital

 
 

MArcelo Fonseca/Brasil Photo Press

Roberto Jefferson deixa o hospital Samaritano, no Rio, onde faz tratamento contra um câncer no pâncreas

Do UOL, em São Paulo

O ex-deputado federal Roberto Jefferson, 59, afirmou neste domingo (5), após deixar o hospital Samaritano, no Rio de Janeiro, onde faz tratamento contra um câncer no pâncreas, que salvou o Brasil do ex-ministro José Dirceu, apontado por ele e pelo procurador-geral da República, Roberto Gurgel, como o mentor do mensalão.
“A minha luta era com o Zé Dirceu. Ele me derrubou, mas eu salvei o Brasil dele. Ele não foi, não é e não será presidente do Brasil. Caímos os dois”, disse Jefferson, que é presidente nacional do PTB, em entrevista coletiva. Ele mais uma vez isentou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de participação no mensalão.
Dirceu pediu demissão da Casa Civil em meio ao escândalo e teve o mandato de deputado federal cassado em dezembro de 2005, por quebra de decoro parlamentar. Ele responde por formação de quadrilha e corrupção ativa.
Em sua defesa, o ex-ministro nega ter comprado apoio de parlamentares. Seus advogados dizem ainda que sequer há evidências que comprovem a existência do mensalão. Segundo a defesa de Dirceu, ele afirma que se desligou das atividades do PT após assumir o cargo de ministro-chefe da Casa Civil.
A defesa diz ainda que Delúbio Soares não agiu sob sua orientação, pois teria autonomia para atuar na legenda. Por fim, os advogados do ex-ministro afirmam que Dirceu não tinha proximidade com Marcos Valério nem interferência sobre as ações do publicitário.

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: