Russomanno ultrapassa Serra

Última pesquisa do Datafolha antes do horário eleitoral na tevê e no rádio aponta virada na disputa em São Paulo: o candidato do PRB tem 31% das intenções de voto e o tucano José Serra, 27%
Da redação | Arte: Eder Santos


Uma nova pesquisa Datafolha, na véspera do início do horário eleitoral na tevê e no rádio, apontou uma virada na disputa pela prefeitura de São Paulo. Agora, o candidato do PRB, Celso Russomanno, ultrapassou o adversário do PSDB, José Serra, nas intenções de voto: 31% contra 27%.


A simulação de intenção de voto do eleitorado paulistano, divulgada na terça-feira pelo Instituto Datafolha, mostra Celso Russomanno pela primeira vez na liderança pela corrida à prefeitura da capital paulista. Russomanno lidera também na pesquisa espontânea de voto (situação em que o eleitor tem de dizer sozinho o nome de seu candidato), com 15% (ante 7% em julho). Serra aparece com 13%. 


“Obrigado pelos 31% de intenções de voto. Seguirei com humildade trabalhando cada dia mais até o último minuto. Quero muito que vocês participem da construção dessa nova história!”, comemorou Russomanno em sua página do Facebook.


O levantamento foi feito no dia 20 deste mês com 1.077 eleitores de São Paulo. A margem de erro máxima da amostra é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. Comparada à pesquisa feita pelo Datafolha 30 dias antes, Russomanno avançou cinco pontos e Serra caiu de 30% para 27% nas intenções de votos dos paulistanos. 



Na semana passada, pesquisa divulgada pelo Ibope já havia indicado a preferência do eleitor paulistano por Russomanno com 42% das intenções de votos, contra 35% de Serra no caso de haver 2º turno nas próxima eleições. Na pesquisa espontânea do Ibope, Russomanno foi o que apresentou maior crescimento, com sete pontos. O candidato do PRB passou de 9% para 16%, enquanto o candidato tucano foi de 11% para 15%. 


O candidato do PT, Fernando Haddad, aparece em terceiro lugar na preferência dos paulistanos para ocupar a prefeitura, tanto na amostra do Ibope quanto na do Datafolha. Na pesquisa espontânea do Ibope, Haddad passou de 3% para 6% das intenções de voto. Na pesquisa Datafolha do mês passado, o petista tinha 7% das intenções de voto e agora aparece com 8%.


Com grande desvantagem em relação aos dois primeiros colocados aparecem Soninha Francine (PPS), que tinha 7% e caiu para 5%; Gabriel Chalita, que manteve os 6% obtidos no levantamento de julho; Paulinho, que tinha 5% e caiu para 4%; e Ana Luiza (PSTU), que manteve 1%. Os candidatos Levy Fidelix (PRTB), Miguel (PPL), Eymael (PSDC) e Carlos Giannazi (Psol) foram citados pelos entrevistados, mas não atingiram 1% dos votos. A fatia dos que não souberam se posicionar em relação a esses nomes é de 6%, enquanto 10% disseram que vão votar em branco, nulo ou em nenhum dos candidatos apresentados.


Os resultados do Ibope e Datafolha também são muito parecidos na hora de apontar a rejeição do candidato tucano. Serra é o que tem maior índice de rejeição entre os eleitores paulistanos: 37% dos 805 entrevistados da pesquisa Ibope disseram que não votariam nele de jeito nenhum. No Datafolha, 38% dos 1.077 entrevistados fizeram a mesma afirmação. Em julho, a rejeição ao tucano era de 32%, segundo o Datafolha.


A rejeição ao candidato do PSDB é exatamente o dobro do índice de seus adversários mais próximos, Paulinho da Força e Soninha Francine (19% dos eleitores disseram que não votariam em nenhum deles). O índice dos que não souberam responder à questão ficou em 8%. Uma fatia de 5% disse rejeitar todos, e outros 4% não rejeitam nenhum.


O candidato do PSDB também é o mais conhecido entre os eleitores ouvidos pelo Datafolha: 98% dizem conhecer José Serra, sendo que 70% o conhecem muito bem, e 21%, um pouco. Celso Russomanno é conhecido por 94% dos entrevistados (43% dizem conhecê-lo muito bem, 32%, um pouco, e 19%, só de ouvirem falar). Entre os mais conhecidos do eleitorado aparecem ainda Paulinho (86%), Soninha (79%), Eymael (72%), Gabriel Chalita (66%) e Haddad (64%).

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: