Reunião do Conselho Comunitário de Segurança da Estrutural (CONSEG)


Por: Ana Jara Macêdo

Reunião do Conselho Comunitário de Segurança da Estrutural (CONSEG)

 Uma reunião cheia de interesses, vários comerciantes da cidade Estrutural sentindo o impacto financeiro nos seus bolsos resolveram lotar o auditório da administração da Estrutural na noite desta terça-feira 28/4 na cidade Estrutural.

 Os moradores fizeram  várias  denúncias  reclamando dos estabelecimentos como bares e restaurantes,pois os mesmos não respeitavam  os direitos dos demais moradores se sentindo verdadeiros donos dos ouvidos da população que são obrigado a ouvir certas músicas indecentes, uma das participante afirmou  na reunião anterior quando levou a denúncia e videos com imagens obscenos e utilizam som automotivo e ao vivo, foi porque não aguentava nais o descaso a demanda chegou para a  presidenta do conselho de segurança que encaminhou para  as autoridades competentes para que as devidas providências fosses tomadas.A diretoria do SUPROC, órgão que administra os conselhos de seguranças das regiões administrativas de Brasília. 

 Muitos moradores aproveitaram o ensejo para fazerem criticas ao governo Agnelo Queiroz, e a administradora Maria do Socorro. A primeira reunião do conselho com a nova gestão aconteceu no dia 29/02, aonde foram feita as denúncias sobres os bares império da cachaça “intitulado império do inferno”, outro que foi alvo dos mesmos feitos foi o Skinão da Bebida uma distribuidora de bebida além de atrapalhar a vida dos moradores da quadra 04 do setor leste vem incomodando as atividade de um templo religioso da igreja Universal do Reino de Deus, uma moradora da esquina reclamou da falta de respeito por parte dos frequentadores dos estabelecimentos na Estrutural.

 Outro comerciante que fez duras criticas foi o prefeito da quadra 05 do setor leste Evanildo Macedo, o famoso (Macedo), proprietário da distribuidora de bebidas “Macedo”, disse que ele é vitima do estado pois os agentes da AGEFIS, compareceu no seu estabelecimento e trataram o mesmo como se fosse um bandido. Aproveitou a oportunidade para criticar o diretor do desenvolvimento econômico da cidade e funcionário da administração professor Raimundo Rocha Braga,disse que ele usou um argumento fajuto, perguntou um vizinho se a distribuidora atrapalha o sossego dos moradores o vizinho confirmou que sim, e disse que ele cuidasse do Hotel que funcionava como motel disparou o comerciante.


 Muitos feitos tem acontecido na nova gestão do conselhos de segurança as demandas estão sendo atendida, mais para Paulão o ex. comandante usou a comunidade para virar administrador do Guará, a policia e a SUPROC, é alvo de suspeita para nos temos esse direito de criticar,afirmou Paulão. 

Obs:

Estiveram presente na Reunião a administradora da cidade, MJ Emerson da SUPROC, e representantes da Policia militar e do Corpo de Bombeiros,  Detran e Conselho Tutelar.

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: