Repórter Record percorre 10 mil quilômetros em busca das crianças órfãs do planeta

Repórter Record

Quatro crianças órfãs de pai e que foram abandonadas pela mãe; outras sete crianças que são cuidadas pela irmã mais velha, de 17 anos; a menina de 13 anos que roda mais de 200 quilômetros por dia, para receber R$ 200 no final do mês; as crianças albinas que são perseguidas na África por crendices populares; no Repórter Record deste domingo (14), Marcelo Rezende mostra como é a triste vida de crianças abandonadas em diversas regiões do planeta. Nossas equipes percorreram mais de dez mil quilômetros para contar essas histórias.

Você vai acompanhar o sofrimento das quatro crianças que foram abandonadas pela mãe, sendo que já tinham perdido o pai de maneira trágica. São quatro meninas e meninos largados à própria sorte, em Moçambique, na África. Elas moram em um casebre de barro, sem comida, sem remédios e sem nenhuma assistência social. Quem cuida de todos é o mais velho, de apenas 11 anos. E o mais novo tem apenas 4 anos. Fomos visitar essas crianças para saber como é a rotina delas. O que elas fazem para comer, viver e se proteger.

De São Paulo, você vai conhecer a história das sete crianças que perderam o pai e hoje são protegidas pela irmã de 17 anos. A mãe já foi presa quatro vezes por furto. Quem traz dinheiro para casa é a avó das crianças que trabalha como carroceira. As netas de 10 e 12 anos ajudam a recolher lixo nas ruas. Que vida é essa? O que elas podem esperar do futuro? O que a sociedade pode fazer por elas?

Ainda no Brasil, muita criança que vende bala nos semáforos acaba sustentando a família. É o caso da garota de apenas 13 anos que viaja mais de 200 quilômetros todos os dias e no final do mês tem que se contentar com R$ 200 recolhidos nos semáforos da grande cidade. O que a vida ensina para essa criança que não sabe o que é brincadeira? Quais os sonhos dela?

E ainda, a cruel perseguição às crianças albinas na Tanzânia, na África. Por crendice popular, elas são perseguidas. São assassinadas e tem os membros do corpo disputados por curandeiros. Em um dos casos, a criança seria assassinada pelo próprio pai para ser vendida. Com isso, vivem em total isolamento. Isso quando conseguem sobreviver, já que um albino costuma viver até os 30 anos. Essas e outras histórias de crianças órfãs pelo mundo, você vai acompanhar com Marcelo Rezende no Repórter Record, logo depois do Domingo Espetacular.

About A Politica e o Poder

One comment

  1. Fiquei chocada com essa matéria do último domingo sobre crianças albinas como pode existir pessoas que queiram carregar partes de outros seres humanos como amuleto de sorte …Só mesmo Deus para ter miséricordia.

%d blogueiros gostam disto: