Renovação da frota de ônibus do DF entrou em sua fase final


Renovação da frota de ônibus do DF entrou em sua fase final Linhas serão ajustadas e coletivos terão novidades importantes depois de concluída a renovação, que atingiu a marca de 2.151 veículos, do total de 2.580


A frota de ônibus do Distrito Federal entrou em sua fase final de renovação total. Mais 65 novos veículos foram entregues em Samambaia e Recanto das Emas, nesta sexta-feira (21), chegando à marca de 2.151 coletivos, de um total de 2.580.

“Numa segunda fase, quando concluirmos toda a renovação, vamos ajustar as linhas e fazer controle rigoroso do horário. A renovação é só um passo preliminar, mas indispensável. Depois teremos novidades importantes, como colocar internet no ônibus”, disse o governador Agnelo Queiroz, que participou da entrega dos novos coletivos.

Os novos ônibus, da empresa Urbi, começam a circular neste domingo (23). Samambaia receberá 17 coletivos articulados e 27 micro-ônibus. No Recanto das Emas, serão 21 veículos convencionais. Ao todo, a empresa disponibilizará 483 ônibus para rodar no Núcleo Bandeirante, Samambaia, Recanto das Emas e Riacho Fundo I e II.

A próxima cidade a renovar a frota será o Gama. Já receberam veículos novos: Brazlândia, Candangolândia, Cidade Estrutural, Cruzeiro, Fercal, Guará, Itapoã, Núcleo Bandeirante, Paranoá, Planaltina, Plano Piloto, Riacho Fundo I e II, Samambaia, Santa Maria, São Sebastião, Sobradinho I e II e Varjão.

Os novos coletivos emitem 180 vezes menos partículas poluentes do que os atuais; têm monitoramento via GPS; aviso sonoro ao motorista sobre ocorrências, como porta aberta e velocidade acima do permitido; monitores de TV, ar condicionado e câmbio automático; aviso luminoso traseiro da velocidade do veículo; piso baixo ou piso normal equipado com elevador ou plataforma de embarque e desembarque para pessoas com deficiência; piso interno antiderrapante; portas mais largas; bancos e encostos de cabeça estofados; e lixeira.

Motoristas – Agnelo afirmou que o GDF assumiu o compromisso de absorver todos os motoristas que trabalhavam nas empresas de transporte público que atuavam anteriormente no DF. “Faltam 700 motoristas para garantir o processo com grande êxito. Estamos conseguindo manter o emprego de 12 mil trabalhadores”, completou.

Questionado sobre as manifestações no Entorno em razão do transporte público da região, o governador afirmou que se colocou à disposição da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e do governo de Goiás para ajudar no que for possível. “Estamos à disposição, dentro do nosso limite, para atender, tanto tecnicamente como com recursos humanos”, disse.

Fonte: Agência Brasília

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: