Reino Unido disponibiliza R$ 18 milhões para vítimas de megatufão nas Filipinas


Reino Unido disponibiliza R$ 18 milhões para vítimas de megatufão nas Filipinas

Segundo autoridades, mais de 10 mil pessoas podem ter morrido com o desastre

Do R7, com agências internacionais

Sobrevivente do tufão está alojado em estádio na província de LeyteTed Aljibe/AFP

O Governo britânico facilitará um fundo de cinco milhões de R$ 18 milhões para ajudar cerca de 500 mil vítimas do tufão Haiyan, que castigou as Filipinas, nesta sexta-feira (8).

O Ministério de Cooperação Internacional britânico informou neste domingo (10) que o dinheiro será entregue a uma série de organizações para que prestem “ajuda humanitária vital”, depois que as autoridades filipinas informaram que temem a morte de cerca de 10 mil pessoas.

Além disso, o Reino Unido enviará quatro especialistas em ajuda humanitária para que se somem aos trabalhos internacionais de assistência aos afetados pelo devastador tufão. A ministra de Cooperação Internacional britânica, Justine Greening, prestou hoje sua solidariedade com os afetados e com os quais perderam seus familiares.

— Muitos milhares de pessoas em comunidades remotas e difíceis de chegar perderam suas casas e tudo o que tinham. Estão vivendo ao ar livre, por isso que é prioritário levar tendas de campanha, água potável e cobertores para eles.

A passagem do tufão pode ter deixado 10 mil mortos, de acordo com autoridades chinesas. Em Taiwan, oito pessoas morreram e oito ficaram feridas. As mortes aconteceram neste sábado (9), quando um grupo de até 26 pessoas estava participando de um curso de uma comunidade universitária em um parque geológico próximo à costa nordeste da ilha. O grupo foi atingido por três grandes ondas de oito metros de altura, que empurraram 16 pessoas para o mar.pós horas de operação de resgate, as equipes de salvamento locais confirmaram hoje a morte da metade das vítimas, enquanto as demais estão sendo tratadas após sofrerem ferimentos. A autoridade meteorológica local explicou que as fortes ondas foram causadas pelo Haiyan, que se encontra no Mar do Sul da China, por isso que pediram à população para permanecer alerta neste domingo.

A tempestade castigou as Filipinas, com ventos que chegaram a 379 km/h, segundo o Centro Conjunto de Advertência de Tufão da Marinha dos EUA.


About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: