QUE ENRASCADA!


VICE PREFEITO DIZ QUE REPÓRTER PEDIU MESADA
PARA GARANTIR SUA POPULARIDADE

   Além de extorsão, o repórter queria R$ 3 mil todo mês para falar bem de político na rádioEm entrevista a TV Brasília, o vice-prefeito de Santo Antônio do Descoberto, Francisco Valter Araújo (PSol/GO) afirmou que o radialista Marcelo Neves, acusado de extorqui-lo, queria o pagamento de mesada de R$ 3 mil para não somente manter em sigilo as imagens do momento da prisão do filho do político. 

“O dinheiro também seria para falar bem de mim na (Rádio) Atividade e no Balanço (Geral)”, explicou.

Em conversa gravada com o chefe de gabinete do vice-prefeito, Marcelo dizia atuar no programa Balanço Geral, na Record, e no programa Na polícia e nas ruas, da Rádio Atividade. O repórter afirmou que o jornalista Maurizon Alves, que trabalha no Na polícia e nas ruas, estava inteirado do caso. “Já caiu na boca do Maurizon. Porque o Maurizon que é “bichão” da Atividade, de pegar dinheiro, né?”, acusou Marcelo. Ontem (15/8), Maurizon disse que Marcelo usou o nome do programa de forma ilegal, uma vez que não colaborava mais com o programa.

O Sindicato dos Jornalistas do DF repudiou o caso e afirmou que Marcelo não possui registro profissional na Delegacia Regional do Trabalho. “Extorsão por parte de alguém que se diz jornalista prejudica a imagem de toda a categoria que trabalha por uma sociedade livre de tais práticas”, disse. O Sindicato dos radialistas e a Federação Nacional dos Jornalistas também lamentaram o caso.

TV BRASÍLIA


About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: