Quatro meses, R$ 578 bi em impostos

Impostômetro marcava ontem R$ 578 bi recolhidos

Desde o primeiro dia de 2014 até ontem, o Impostômetro instalado na Associação Comercial de São Paulo (ACSP) registrava mais de R$ 578 bilhões em impostos, taxas e contribuições pagos pelo povo brasileiro (veja aqui).

No mesmo período do ano passado, foram pagos R$ 440 bilhões, ou seja R$ 134 bilhões a menos que agora. Em 2012 a diferença em comparação com o período atual é ainda maior: R$ 196 bilhões a menos.

A projeção é de que pagaremos até o fim de 2014 R$ 1,780 trilhão em impostos. Para 2015 é ainda maior: R$ 1,883 trilhão. Com o recolhimento de 34% do PIB (Produto Interno Bruto) em impostos, o Brasil possui a maior carga tributária entre os países do BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), e mais da metade das economias do G8. É um verdadeiro campeão em arrecadação!

Para exemplificar a complexidade do nosso sistema tributário, se toda a legislação do setor fosse impressa em folha A4, teríamos 112 milhões de páginas e daria para percorrer o trecho que vai do Oiapoque (Amapá) ao Chuí (Rio Grande do Sul), ou seja, de Norte a Sul do Brasil.

Existem vários movimentos de diversas entidades (representativas ou não governamentais) pela reforma tributária. Os pré-candidatos a presidente da República, sobretudo os de oposição ao atual governo, têm em seus discursos a solução do problema. Será que vinga?

Marcos Pereira – presidente nacional do PRB

Acesse: www.facebook.com/marcopereira0404
http://www.marcospereira.com/debates/quatro-meses-r-578-bi-em-impostos/

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: