Quatro edificações são retiradas de ocupações irregulares

 

O Comitê de Combate ao Uso Irregular do Solo removeu quatro edificações e 4,6 mil metros lineares de cerca durante operações realizadas nesta quarta-feira (5). Os alvos da fiscalização foram o Núcleo Rural Córrego do Bálsamo, no Lago Norte, e a Chácara Santa Luzia, na Estrutural. Coordenaram as operações a Secretaria da Ordem Pública e Social (Seops) e a Agência de Fiscalização (Agefis).

A maior parte das erradicações ocorreu no Córrego do Bálsamo, em local conhecido como Chácara Nossa Senhora Aparecida. Duas edificações, sendo uma em alvenaria e outra feita em pré-moldado, foram ao chão, junto com quatro mil metros lineares de cerca. Duas cisternas acabaram entupidas.

Na Estrutural, a operação foi realizada em local protegido pela legislação ambiental. Trata-se da área de amortecimento do Parque Nacional de Brasília, que corresponde a 300 metros dos limites da reserva. Duas edificações em madeira, 490 metros lineares de tapume e 170 metros lineares de cerca foram removidos.

Participaram da operação 106 servidores, coordenados pelos diretores de Operações da Seops, Tenente Rômulo e Major Viegas, e pelos auditores fiscais da Agefis, Erlon Ribeiro e Ulisséia Ireuda. Estiveram presentes, ainda, a Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros, a CEB, a Caesb, a Terracap e o SLU.
Fonte: SEOPS

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: