PSOL vai entrar com Representação para cassar Bolsonaro após soco


Representação poderá levar à abertura do processo de cassação de Bolsonaro

Disputa entre políticos

O presidente do PSoL, Ivan Valente, anunciou na tarde desta segunda-feira 23 que o partido irá entrar com representação contra o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados. Se for aceita, a representação poderá levar à abertura do processo de cassação de Bolsonaro. Na parte da manhã, ele tumultuou visita da Comissão da Verdade do Estado ao 1º Batalhão de Polícia do Exército, no Rio de Janeiro, e deu um soco no senador Randolfe Rodrigues (PSoL-AP), na altura da costela. No período da ditadura militar, o quartel funcionou como um centro de torturas do DOI-Codi.

Sem fazer parte da Comissão ou ter sido convidado para a visita, Bolsonaro apareceu para, na prática, impedir a visita. Logo á entrada, ele discutiu com o senador Rodrigues e, diante de jornalistas, deu um soco com o braço direito na altura da cintura do adversário político. “Foi só um toquinho”, disse o paramentar, ex-militar do Exército. “Não vou levar isso adiante”, afirmou o senador agredido.

O PSoL, no entanto, considerou o episódio grave, e não quer perder a oportunidade de questionar duramente o comportamento de Bolsonaro, um político que insiste em não aceitar as regras de civilidade do regime democrático.

Fonte: Com informações do Brasil247.com

Publicado Por: Daniel Silva


About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: