Projeto: Procura-se homens para projeto de investigação


Projeto: Procura-se homens para projeto de investigação
Projeto quer ouvir o que o homem pensa. Depoimentos serão base de espetáculo teatral em Brasilia.

Homens de qualquer idade, classe social, religião, estado civil, orientação sexual e posição política, dispostos a dar entrevistas sobre suas vidas poderão ajudar a construir uma peça de teatro. A ideia é do dramaturgo brasiliense Bruno Estrela que pretende reunir depoimentos diversos para a construção de um texto relacionado ao universo masculino.

“O homem tem muito o que dizer, até porque culturalmente manifestar sentimentos, emoções, contradições, questionamentos sobre comportamento são características atribuídas ao feminino e acredito que não é bem assim”, afirmou Bruno. Segundo ele, a pressão cultural sobre os homens, desde a infância, leva a um estereótipo equivocado da masculinidade e até ao machismo. “O homem é, também, um ser sensível, que chora, que é frágil, forte, enfim, humano, e quero ouvir o que ele tem a dizer sobre tudo isso e sobre si mesmo”, ponderou o dramaturgo..

Não é a primeira vez que Bruno Estrela utiliza depoimentos anônimos em sua dramaturgia. Em “O Matadouro”, que estreou em 2012, em Brasília, um site criado por ele levou a confissões de cerca de duzentas pessoas para o palco. De forma anônima homens e mulheres confidenciaram coisas que, para eles eram inadmissíveis. As confissões foram desde “fingir que está dormindo quando vê um idoso no ônibus pra não ter que levantar e dar o lugar” a “eu desejo a morte todos os dias”. Como a identificação não era uma condição para participação, não há como saber quem foi o autor da confissão. “Essas verdades anônimas, trabalhadas dramaturgicamente, dão uma realidade diferenciada ao texto para além do que imagina o escritor”, ressaltou Estrela.

O autor não definiu ainda se o espetáculo será drama, tragédia, comédia, pois, segundo ele, vai depender muito dos participantes, do estado de espírito deles e de seus depoimentos.

Os interessados no projeto deverão enviar nome, idade, profissão e telefone para o email jornalisto@gmail.com até 20 de julho. As identidades dos participantes poderão ser mantidas em sigilo de acordo com a disposição do candidato, ou ainda fazer parte de um projeto documental que poderá vir a existir com base nos depoimentos.

Visite o site http://arsenalprodutor7.wix.com/dramaturgia

Fonte: Jornal de Brasília – 15/07/2014

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: