Professores da rede pública do DF podem entrar em greve na próxima semana Docentes reivindicam equiparação salarial com outras categorias do GDF


Do estagiário Renato Souza
ROBERVAL EDUÃO

Em assembleia geral na tarde desta quinta-feira (27), os professores da rede pública de ensino do Distrito Federal se reuniram na Praça do Palácio do Buriti para reivindicar o comprimento do acordo firmado entre a categoria e o Governo do DF. Os professores pedem equiparação salarial com as demais categorias do funcionalismo público do Distrito Federal.

Segundo o Sindicato dos Professores do Distrito Federal (Sinpro-DF), o governo prometeu retomar as negociações em torno do plano de carreira para os professores ainda em setembro. O sindicato alega que até o momento o acordo firmado entre o GDF e os professores não foi cumprido. Uma reunião que estava marcada para o último dia 10 de setembro para discutir as reivindicações dos professores foi remarcada e ainda não tem data para que comecem as discussões.

Uma assembleia está marcada para a próxima quarta-feira, 03 de outubro. Para Bernadete Diniz, diretora do Sinpro, caso o GDF não apresente uma proposta até a próxima semana, o encontro pode terminar com uma greve geral da categoria. “Caso o GDF não apresente uma proposta, afirme que não há verba para discutir o aumento, o encontro de quarta-feira pode terminar não só com uma paralisação, mas em uma retomada da greve dos professores,” afirma.

Para a professora Ana carolina, a greve pode ser a única alternativa para pressionar o governo e conseguir avançar nas negociações. “Eu sei que a greve prejudica o andamento das aulas, mas os professores precisam de reconhecimento. Caso o governo não atenda nossas reivindicações, a greve pode ser uma alternativa para pressionar o GDF e conseguir isonomia salarial com outras categorias de funcionários públicos”, completa.

A redação do Alô entrou em contato com a secretaria de educação na tarde desta quinta-feira (27). A assessoria de imprensa do órgão informou que não há informações sobre uma possível negociação do GDF com os professores. A Secretaria de Educação não se posicionou oficialmente sobre a possível retomada da greve da categoria.
Da redação do Alô

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: