Preocupação aumenta nas férias escolares O que fazer para que as crianças aproveitem a folga


Tamanho da Fonte Suzi Ramalho
Redação Jornal Coletivo

FOTO: Gabriel AzevedoAs piscinas e trilhas do parque são opções para adultos e criançasPor conta da Copa do Mundo, este ano as férias escolares das crianças e adolescentes de todo o país da rede pública e particular sofreram alterações, antecipando o recesso para casar com o início dos jogos e retornando as atividades após o término do Mundial. Para os estudantes, motivo de comemorar a folga extra, porém, como nem sempre as férias dos país coincidem com as dos filhos, as superférias dos pequenos trazem dificuldades para muitos pais, que não sabem o que fazer com os filhos neste período. Elisângela Alves Frutuoso, 35 anos, auxiliar de serviços gerais e mãe de Alexandre Alves, 7 anos, precisa recorrer aos parentes que moram mais próximos para auxilia-lá no período de férias do pequeno. Fora do período de férias, seu filho permanece em tempo integral na escola, porém, a preocupação chega nos recessos escolares. “Não posso pagar por uma colônia de férias, então deixo o Alexandre cada dia na casa de um parente. Ele já visitou a vovó, a titia e agora será a vez da prima da mamãe’’, contou Elisângela aos risos.

Diversos parques e centros culturais em Brasília oferecem uma programação diversificada para entreter os pequenos durante as férias. Um local que tem atraído a criançada é o Parque Nacional de Brasília Água Mineral, gerenciado pelo instituto ICMbio e localizado na Via Epia BR-040, km 9. No local as crianças podem percorrer diversas trilhas, ter contato direto com a natureza, além de ter acesso à uma grande piscina e área para piqueniques. A professora Irene Virgínio, aproveitou que entra em férias junto com os alunos, para levar suas quatro sobrinhas ao local. “Sempre venho quando surge uma folga. Agora que estou em férias junto com elas, aproveito para aliviar para meus irmãos, que continuam seu ritmo de trabalho apesar das férias’’, disse Irene.
Nas redes particulares de ensino ficou a critério de cada escola definir o calendário de férias, desde que, atendendo as exigências do MEC, que estabelece um numero mínimo de horas/aulas anuais. A grande maioria acompanhou o calendário da rede pública.


About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: