Policiais são suspeitos de espancar funcionário do Senado até a morte

A ocorrência foi registrada no Ciops (Centro Integrado de Operações e Segurança) de Santo Antônio do Descoberto (GO)

A ocorrência foi registrada no Ciops (Centro Integrado de Operações e Segurança) de Santo Antônio do Descoberto (GO)

Policiais militares de Goiás são suspeitos de espancar até a morte um auxiliar de almoxarifado do Senado, Umberto Fiungo, de 42 anos. Ele morava em Santa Maria (DF) e morreu na última quinta-feira (23), um dia depois de ter sido abordado pelos militares no Novo Gama (GO), cidade do Entorno do DF.

De acordo com a mãe da vítima, no dia da agressão ele saiu com dois amigos para uma chácara no Condomínio Eldorado, no Novo Gama. Próximo ao local, o carro em que eles estava atolou na estrada de terra. Os vizinhos os viram tentando desatolar o veículo, pensaram que se tratava de um furto e chamaram a polícia.

Ainda segundo a mãe de Umberto e depoimentos das outras testemunhas que estavam no local da abordagem, os policiais militares já teriam chegado agredindo os três homens. Nenhum deles tinha passagem pela polícia.

Fonte: R7

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: