Polícia joga gás contra 10.000 manifestantes no Sudão

Os manifestantes já haviam atacado a embaixada da Alemanha e da Grã-Bretanha antes de se aproximarem da embaixada americana, onde foram dispersos

Confrontos entre manifestantes e policiais em frente à embaixada americana em Cartum, no Sudão, em 14 de setembro
Confrontos entre manifestantes e policiais em frente à embaixada americana em Cartum: eles protestavam contra um filme americano considerado ofensivo ao profeta Maomé
Cartum – As forças de ordem jogaram gás lacrimogêneo contra os cerca de 10 mil manifestantes que se aproximavam da embaixada americana em Cartum, depois de terem atacado a embaiada da Alemanha e da Grã-Bretanha, constatou um correspondente da AFP.
Centenas de agentes foram posicionados para bloquear a rua da embaixada enquanto os manifestantes se aproximavam aos gritos “Deus é grande” para protetar contra o filme americano anti-Islã que ofende Maomé.
Anteriormente, quase 5.000 manifestantes islamitas incendiaram a embaixada da Alemanha em Cartum, depois de arrancar a bandeira do país e substituí-la por um símbolo islamita.
Os funcionários da embaixada estão a salvo, informou o governo alemão em Berlim.
Os manifestantes, que protestavam contra um filme americano considerado ofensivo ao profeta Maomé, bloquearam o tráfego para impedir a aproximação dos bombeiros.
A polícia usou gás lacrimogêneo para tentar dispersar a multidão.
Outros manifestantes atacaram a embaixada britânica, que fica próxima da representação alemã.

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: