Polícia investiga suposta fraude no descarte de lixo do Hospital de Base

Polícia investiga suposta fraude no descarte de lixo do Hospital de Base A Agefis afirma que a multa só será retirada se for confirmado a existência de uma fraude

Lixo hospitalar foi encontrado junto ao lixo comum

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal levantou a suspeita de fraude no descarte irregular de lixo do Hospital de Base (HBDF). A unidade de saúde recebeu uma nova multa nesta quarta-feira (20/11). A segunda punição foi dada na madrugada desta quarta-feira. Como o problema persistiu a empresa duplicou o valor que passou para R$ 30 mil.

A Agência de fiscalização (Agefis) aplicou a primeira multa há seis dias, no valor de R$ 15 mil. A denúncia foi feita por funcionários de uma empresa de coleta de lixo. Em meio aos dejetos foram encontradas seringas, agulhas e sangue, os objetos estavam armazenados em sacos pretos (que são referentes ao lixo comum) e misturados a copos plásticos.

A Secretaria de Saúde afirma que vai apurar o caso. Contudo, a polícia trabalha com três possibilidades. A primeira seria que os médicos especialistas, como os fisioterapeutas por exemplo – que estão em operação tartaruga – estariam armando uma fraude. A segunda, seria que a empresa terceirizada – que é encarregada do transporte de lixo até o lixão da Estrutural – teria armado a situação, e a terceira hipótese é a de que a companhia de limpeza, que presta serviço para o HBDF, estaria envolvida. A Agefis afirma que a multa só será retirada se for confirmado a existência de uma fraude.

Com informações de Amanda Maia


About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: