Polícia do Rio prende quadrilha de venda ilegal de ingressos para a Copa


Polícia do Rio prende quadrilha de venda ilegal de ingressos para a Copa

Foto: AP/Felipe Dana

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu, nesta terça-feira, onze suspeitos de fazerem parte de uma quadrilha que vendia ilegalmente ingressos da Copa do Mundo, incluindo alguns reservados à Comissão Técnica da Seleção Brasileira.

Numa operação especial denominada Jules Rimet (o nome da taça do antigo Mundial), as autoridades apreenderam mais de cem bilhetes que estavam em poder do grupo, formado por dez brasileiros e um argelino. De acordo com a polícia, o esquema, com ramificações internacionais, já funcionava há pelo menos quatro Copas.

Os ingressos, vendidos por valores bem acima dos daqueles cobrados pela FIFA, eram captados de diferentes fontes e incluíam tíquetes reservados a patrocinadores, de pacotes de hospitalidade e até de membros da Confederação Brasileira de Futebol. Alegando não ter sido notificada sobre o ocorrido, a CBF declarou que vai apurar o caso.

De acordo com o Delegado Fábio Barucke, da 18ª Delegacia de Polícia do Rio, as investigações tiveram início um mês antes da Copa, mas foi preciso esperar que muitos ingressos fossem vendidos para que as autoridades tivessem elementos suficientes para efetuar as prisões.

Todos os suspeitos foram detidos em caráter temporário e deverão ser indiciados por cambismo, associação criminosa e lavagem de dinheiro.


About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: