Polarizando a disputa

  A campanha presidencial já começou. Durante a festa de aniversário do Partido dos Trabalhadores comemorada em São Paulo, a presidente Dilma Rousseff chamou seus oposicionistas de “pessimistas” e “caras de pau”. O governador de Pernambuco e presidenciável, Eduardo Campos, vestiu a carapuça e retrucou usando sua pagina na internet dizendo que o país parou e está sendo comandado por um pacto mofado.

O candidato pessebista está tomando o lugar de Aécio Neves na liderança da oposição e colando os tucanos como coadjuvantes nessa briga pela principal cadeira do Palácio do Planalto. Eduardo Campos está se concentrando no Nordeste onde o tucano Aécio Neves não é nada conhecido e conta com a ajuda de Marina Silva para cobrir os estados da região Sul e Sudeste onde Marina teve uma expressiva votação.

Aécio Neves está trabalhando nos três maiores colégios eleitorais, São Paulo, Belo Horizonte e Rio de Janeiro, onde a administração tucana tem a chancela do eleitorado, com isso vai haver um racha nos eleitores que votaram em Dilma no seu primeiro mandato.


About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: