Pesquisa aponta tendências para as eleições de 2014 no Distrito Federal

Uma pesquisa do instituto O & P publicada esta semana mostra quais são as tendências para as eleições de 2014 no Distrito Federal. O levantamento foi publicado pelo blog do Helio Doyle e mostra que, se as eleições para governador e senador fossem acontecer agora, o senador Rodrigo Rollemberg (PSB) iria a segundo turno na eleição para governador e o deputado Reguffe (PDT) seria eleito senador. Já o atual governador Agnelo Queiroz (PT) não alcançou bons resultados e perderia de Eliana Pedrosa (PSD) em uma das simulações apresentadas. O senador Cristovam Buarque (PDT) não entrou nas opções apresentadas para simulação de escolha do próximo governo do DF.

Confira o texto de Doyle sobre a pesquisa na íntegra.

Apenas uma tendência, nada mais

A dois anos da eleição, uma pesquisa de opinião não tem relevância. Indica apenas uma tendência do eleitorado hoje, que pode mudar radicalmente até o dia da eleição. Mas se as eleições para governador e senador fossem agora, o senador Rodrigo Rollemberg, do PSB, e o deputado Reguffe, do PDT, estariam na frente. Rollemberg iria para o segundo turno na eleição para governador e Reguffe seria eleito senador. Mas há muitos eleitores que não votariam em nenhum deles ou não sabem em quem votar.

O instituto O&P fez três simulações para governador, e Rollemberg liderou em todas. O senador Cristovam Buarque, do PDT, não entrou em nenhuma das alternativas para o governo.

A primeira: Rollemberg, 20,4%; Toninho do Psol, 15,6%; Agnelo (PT), 10,6%; Alberto Fraga (DEM), 10,4% e Valmir Campelo (ministro do TCU, ex-PTB), 6%. Nenhum, não sabe: 37%

A segunda: Rollemberg, 26%; Eliana Pedrosa (PSD), 19,6%; Agnelo 11,1%. Nenhum, não sabe: 43,3%.

A terceira: Rollemberg, 31,3%; Agnelo, 12,6%; Pitman (PMDB), 8,5%. Nenhum, não sabe: 47,7%.

Para senador, Reguffe ganha em todas:
30,4% contra 14% de Magela (PT), 13,9% de Eliana Pedrosa e 10,9% de Filippelli;

31,5% contra 15,4% de Filippelli (PMDB), 10,8% de Chico Leite (PT) e 4,9% de Alberto Fraga (DEM);

31,3% contra 15% de Filippelli, 12,6% de Magela e 4,9% de Fraga.

O senador Gim Argello (PTB), tido como provável candidato na chapa de Agnelo, tem, em cada opção, 3%, 4,4% e 4,4%.

Fonte: Câmara em Pauta.

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: