Paul McCartney canta para mais de 45 mil pessoas em Goiânia

Público cantou junto com o ex-Beatle e foi ao êxtase ao som de “Let it be”, “Hey Jude” e “Live and let die”

Cantor falou português e cantou sucessos dos Beatles (Iano Andrade/CB/DA Press)


Cantor falou português e cantou sucessos dos Beatles              
Goiânia – Acostumado a clássicos do futebol, o Estádio Serra Dourada não estranha longas filas. Mas, se o assunto for música, o evento foi especial. A Polícia Militar acredita que mais de 30 mil pessoas chegaram ao estádio ainda antes da abertura oficial dos portões, que aconteceu somente às 19h.

O atraso, quem diria, foi causado pelo próprio britânico Paul McCartney, que fez uma passagem de som tardia e postergou em meia hora, inclusive, o início da apresentação.

O ex-Beatle fez história na capital goiana ao levar a superprodução Out There! para o Serra Dourada. Ninguém ligou para o curto atraso assim que a primeira canção (Eight days a week) tomou conta do local e provou reações histéricas da massa de beatlemaníacos. Depois, foi uma sucessão de sucessos e os tradicionais cumprimentos em português (carregados de sotaque), como “Oi Goiânia!”, “Vocês são demais” e infinitos “Obrigados”.

Aos 70 anos, Sir Paul esbanjou energia no palco e interagiu diversas vezes com o público, que lotou o estádio. Os fãs foram ao delírio em músicas como Lei it be, Live and let die. A apresentação se encerrou com explosões no palco. Os fãs vibraram, se emocionaram e cantaram junto do inglês. O momento mais emocionante da apresentação foi quando o Beatle cantou Hey Jude com a ajuda de um coro de 45 mil vozes.

Fogos no palco encerraram o show em Goiânia

 


Primeiras
As brasilienses Jéssica Azevedo e Giovana Martins saíram de Brasília às 4 da manhã para garantir um bom lugar na fila. E valeu a pena. Eram as primeiras representantes da capital federal na Pista Premium, o espaço mais próximo ao palco. “Valeu muito a pena. Já fiz antes e farei novamente”, disse Jéssica.

Elas não eram as únicas de Brasília, claro. A produção do evento acredita que a capital federal possa ter representado, pelo menos, metade do público presente. A estudante Paula Pimentel aproveitou a carona de um amigo que veio com a família e não perdeu a chance de conferir Sir Paul McCartney pela segunda vez: “Quando o vi no Rio, conheci ainda mais o repertório dele. Passei a acompanhar o trabalho. Hoje, estou ainda mais ansiosa”, disse, enquanto esperava na fila com os outros 10 ocupantes da van alugada em Brasília. 
Os goianos estavam orgulhosos. Além do histórico concerto, que será recordado nos anos por vir, eles encheram o peito para lembrar que receberam Paul antes de Brasília. E podem, realmente, comemorar.
Confira o set list:
– Eight days a week
– Junior’s Farm
– All my loving
– Listen to what the man said
– Let me roll it
– Paperback writer
– My valentine
– 1985
– Long and winding road
– Maybe I´m amazed
– Hope of deliverance
– We can work it out
– Another day
– And I love her
– Blackbird
– Here today
– Your mother should know
– Lady Madonna
– All together now
– Mrs Vanderbilt
– Eleanor Rigby
– Mr. Kite- Something
– Obla di obla da
– Band on the run
– Hi hi hi
– Back in the USSR
– Let it be
– Live and let die
– Hey Jude
– Day tripper
– Lovely Rita
– Get back
– Yesterday
– Helter Skelter
– Golden Slumbers / Carry that weight / The end

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: