Pastor Orcival Xavier rebate acusações


O presidente da Igreja Assembleia de Deus de Brasília (ADEB), pastor Orcival Xavier, falou ao Blog sobre notícias divulgadas nas redes sociais que causaram muita discussão e polêmica nesta semana.

Durante duas horas o pastor falou sobre dossiês e notícias veiculadas nas redes sociais que o acusaram de improbidade, nepotismo e de obter vantagens. Ele apresentou vasta documentação que comprova sua idoneidade durante os quase 30 anos que está na ADEB e rebateu as acusações, atribuídas a um conselheiro tutelar candidato a deputado, preterido pela igreja.


NEPOTISMO

“A família é grande e cada um tem sua própria vida, profissão e amizades. Nunca cheguei para uma autoridade para exigir empregos para minha família. Todos são maiores de idade e donos de suas respectivas vidas. Não tenho como saber quem fez o que para quem para obter emprego. O que sei é que nossa igreja tem quase 30 mil membros no DF e Entorno, e que sim, somos politicamente fortes e é natural apoiar candidatos que posteriormente, uma vez eleitos, oferecem vagas no legislativo e executivo para acomodar gente de nossa confiança de nosso ministério, fato que considero como uma política absolutamente normal no processo eleitoral. O deputado Washington Mesquita, por exemplo, representa o seguimento católico e indicou pessoas conhecidas da igreja para ocupar cargos . Portanto não é uma coisa exclusivamente evangélica. É política, é legal e faz parte do processo. Temos sim, algumas indicações mas confundir todo sobrenome “Xavier” como sendo parte da família, não é real. É surreal”.

PROCESSOS

“A igreja, até pelo tamanho que é, lida com muita gente e é absolutamente normal que entre tantos pastores e um único CNPJ, de vez em quando aparecem problemas gerados por má gestão, um negócio mal feito ou em último caso, má fé mesmo (que nesses casos agimos com extremo rigor porque não compactuamos com atitudes erradas, ilícitas). Um pastor errou ao administrar uma de nossas igrejas e deixou dívidas as quais tivemos de assumir e estamos pagando, para preservar e manter o bom nome da Igreja. Dos quatro processos, três já foram devidamente negociados com os credores e tão logo haja a quitação, deixarão de constar no site do TJDFT. Já a quarta empresa mencionada, já estamos negociando e logo teremos um acordo e finalmente não teremos mais esse tipo de aborrecimento e desgaste”.

CHEQUE

“Tenho um amigo que me procurou porque estava adquirindo um bem no setor de Mansões de Samambaia. Para segurar o negócio, ele me pediu um cheque de R$200 mil reais. Como o conheço há bastante tempo e nunca havia me dado prejuízo algum, lhe emprestei o cheque, que não deveria ser depositado. Durante a negociação, que acabou não se confirmando, a imobiliária que intermediou o negócio, depositou o cheque que posteriormente virou processo. Mas também esse assunto já está na reta final de negociação e quitação, sem envolver dinheiro meu ou da igreja. Emiti o cheque num gesto de companheirismo e confiança e portanto, cabe ao meu querido amigo arcar com as despesas inerentes ao caso, coisa que ele já está fazendo. Esta dívida não é minha”.

NOTÍCIAS NAS REDES SOCIAIS

“Nada há encoberto diante dos olhos de Deus. Já sabemos quem produziu, distribuiu e postou nas redes sociais, falsas denúncias contra a minha pessoa e nossa denominação. O motivo? Um deliquente rapaz, louco para se tornar deputado distrital, mas que foi preterido por nossa igreja que não lhe deu apoio, resolveu se juntar a pessoas desqualificadas – inclusive um rapaz com vasto conhecimento de informática -, no claro intuito de tentar me destituir para colocar outro que lhe desse apoio nas próximas eleições. O que o tal rapaz desconhecia, é que já estávamos desconfiados de sua postura. Para se ter uma ideia, ele já teria vendido o apoio de nossa igreja para um candidato. Ele não fala por nós e não tem nosso apoio. E desde hoje não tem nosso respeito mais. Tem nossa indignação, repúdio e nojo. O pior nessa história, é que ocupa o cargo de conselheiro tutelar… Temos os e-mails que ele mandou para jornalistas e as mensagens que ele e sua turma deixaram em nossos telefones. Ele e seu bando montaram quatro perfis falsos no Facebook e organizaram dossiês numa clara tentativa de me desmoralizar junto com a nossa igreja, no sentido de se dar bem politicamente. Não tem nosso voto nem nosso apoio. Agora, por exemplo, esperamos que ele mesmo peça para deixar o ministério, porque provou ser ganancioso, mentiroso e articulador do mal. E foi graças a você, querido irmão, pastor e jornalista Donny Silva, que conseguimos desmascarar esse indivíduo que mancha o evangelho, denigre o seguimento evangélico e que demonstrou não ser verdadeiramente amigo, companheiro e nem crente. Estamos confiantes na Justiça, com as provas que juntos produzimos contra esse cidadão, conselheiro tutelar no Recanto das Emas, que sonhava ser político já mentindo e agindo sorrateiramente contra pessoas de bem. Obrigado a você, meu querido amigo, porque com a sua ajuda, desmascaramos essa corja de falsos infiltrados em nosso seguimento. Deus é fiel e por isso amo cada vez mais o meu Senhor, porque Ele cuida de nós. Espero que o tal cidadão deixe o Ministério antes que divulguemos publicamente tudo o que já temos em mãos contra ele e tenho pena de quem ainda acredita nele. Lamentável. ”

AGNELO QUEIROZ E RAFAEL BARBOSA

“São meus amigos e amigos de nossa igreja, muito antes de política. Temos respeito mútuo e admiração recíproca. Não fizemos acordo nenhum, mas nós temos a clara consciência de gratidão por aqueles que nos ouvem, respeitam e nos ajudam em nossos projetos evangelísticos e sociais. Não confundimos as coisas. Fui educado a dar exemplo, a ser bom filho, bom pai, bom marido e bom pastor e honrar a minha palavra. Não compactuo com coisa errada, pois sei das consequências do erro, do pecado e de escolhas equivocadas. Sou homem de retidão, temor a Deus e por isso prezo o que o Senhor me deu, inclusive as amizades. Agnelo e Rafael são meus amigos assim como muitos outros políticos do DF que fazem parte de meu rol de amigos. Tentaram me usar para atingir o governador Agnelo Queiroz e o secretário de Saúde do DF, Rafael Barbosa, mas não conseguiram nem conseguirão. Acredito neles e estou vendo tudo o que estão fazendo pela cidade. Não permitirei que tentem me confundir ou me usar para atingir nossas autoridades. Não faço politicagem. Não sou político. Sou ético e leal a Deus, a minha família, aos meus princípios e aos meus amigos. Um ser humano sem amigos é simplesmente refém da solidão e a vida nos foi dada por Deus para viver, em paz, respeito, união e amor ao nosso semelhante.

FUTURO

“A Deus pertence e todas as coisas cooperam para aqueles que amam e temem a Deus. Estou em paz, vivo em paz e busco a paz. Só não admito traição nem mentiras, porque aí já é demais e, nesses casos, se faz necessário utilizar todos os meios legais possíveis de punição. O resto, Deus cuida, porque Ele é justo.”

Fonte: Donny Silva

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: