Padre argentino próximo do Papa sofre assalto violento em Buenos Aires

Padre argentino próximo do Papa sofre assalto violento em Buenos Aires Carlos Accaputo sofreu o assalto ao sair de casa. Ele teve o nariz machucado

France Presse

No twitter, o vereador Cristian Ritondo divulgou a foto do padre agredido

O padre Carlos Accaputo, colaborador próximo durante 15 anos do Papa Francisco em Buenos Aires, sofreu um assalto violento na capital argentina, informou nessa quarta-feira uma fonte legislativa.

Presidente da Pastoral Social, Accaputo sofreu um roubo no último sábado (22/3), quando saía de sua casa no bairro de Flores. O fato se tornou conhecido somente quando Cristian Ritondo, vereador da cidade, publicou no Twitter uma foto do padre com um curativo no nariz.

“A violência e a barbárie dos delinquentes não respeita nada, nem ninguém. O rosto do p. Accaputo mostra isso”, escreveu Ritondo. A foto foi tirada em um evento que celebrava o aniversário de um ano da eleição de Francisco.
Accaputo conheceu o Papa quando era sacerdote de Flores. Como presidente da Pastoral Social, é encarregado de lidar com políticos, sindicalistas e dirigentes sociais.

Violentos assaltos, às vezes culminando em assassinatos, têm sido comum na capital argentina, especialmente na periferia, onde 60 pessoas morreram em 75 dias, segundo a imprensa local.


About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: