Pacientes protestam por falta de pediatras no HRC


Pacientes protestam por falta de pediatras no HRC

Dois dos três médicos da especialidade que atuam na unidade não compareceram ao serviço e apresentaram atestado, diz Secretaria de Saúde

Pacientes que aguardavam atendimento no Hospital Regional de Ceilândia se revoltaram com a demora no atendimento e protestaram em frente a unidade de saúde, na tarde desta sexta-feira (25). Eles fecharam uma rua e chegaram a queimar pedaços de madeira e sacos de lixo. A Polícia Militar controlou a situação. Quem estava no hospital reclamou que apenas um médico estava atendendo os pacientes. Houve quem reclamou que a situação ocorre há pelo menos dois dias. Segundo a Secretaria de Saúde, dois dos três médicos que atendem no hospital apresentaram atestado nesta sexta, o que causou demora no atendimento.

Com a falta dos médicos, o profissional que estaria de plantão antecipou a chegada ao hospital e passou a atender os pacientes. A pasta informou ainda que à noite a pediatria do hospital estará funcionando com três médicos.

O protesto não trouxe consequências graves para o trânsito e terminou sem incidentes.

Por meio de nota a Secretaria de Sáude esclareceu o problema na unidade. “A SES/DF esclarece que os atendimentos são realizados de acordo com a classificação de risco, onde pacientes mais graves têm prioridade no atendimento.”No final da tarde, segundo a secretaria, a espera da pediatria do HRC estava com cinco pacientes com classificação laranja e 30 verdes.

A pasta orienta aos pacientes que procurem a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Ceilândia, que também conta com pediatria. A UPA tem o propósito de desafogar a emergência do HRC. A secretaria assume ainda a falta de médicos especializados na área e afirma que é uma “realidade nacional”, tanto na rede pública, quanto na privada.

CONCURSO

A Secretaria de Saúde afirma que tem feito várias convocações por meio de processo seletivo simplificado, mas não tem recebido muitos currículos para a especialidade. Das 12 vagas ofertadas recentemente, apenas cinco pediatras apresentaram documentação e destes, somente um se apresentou para o cargo. Em breve será publicado um edital de concurso público que contemplará vagas também para pediatras efetivos. Enquanto isso, a pasta permanecerá realizando convocações por contratos temporários. Atualmente o quadro é composto por 708 médicos pediatras. O déficit é de 220 especialistas.

Fonte: Da redação do Jornal de Brasília

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: