Oposição protocola pedido de CPMI para investigar Petrobras


Oposição protocola pedido de CPMI para investigar Petrobras

Após protocolar o requerimento, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) disse que o objetivo da CPMI é investigar denúncias que se sucedem, a cada dia, relacionadas à empresa

Líderes de partidos de oposição protocolaram, há pouco, na Mesa do Congresso Nacional, requerimento para criação de comissão parlamentar mista de inquérito (CPMI) para investigar denúncias de irregularidades na Petrobras. A oposição conseguiu 232 assinaturas de deputados e 30 de senadores. Eram necessárias 171 de deputados e 27 de senadores.

De acordo com o requerimento, a criação da a CPMI é para investigar “irregularidades “ na empresa estatal, ocorridas entre os anos de 2005 e 2014 e relacionadas à compra da Refinaria de Pasadena, no estado norte-americano do Texas, ao lançamento de plataformas inacabadas, ao pagamento de propina a funcionários da estatal e ao superfaturamento na construção de refinarias.

Após protocolar o requerimento, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) disse que o objetivo da CPMI é investigar denúncias que se sucedem, a cada dia, relacionadas à Petrobras. “O que nós queremos é o que os brasileiros querem: a apuração e investigação das denúncias. Nós não pré-condenamos ninguém. [A CPMI} é a oportunidade de o governo explicar [as denúncias]”, disse o senador.

Aécio disse que apresentará questão de ordem, ainda hoje, no plenário do Senado para que seja convocada, o quanto antes, sessão do Congresso Nacional para fazer a leitura do requerimento de criação da CPMI. Por se tratar de comissão mista, composta de deputados e senadores, o requerimento só pode ser lido em sessão do Congresso Nacional.

Assinaram o requerimento praticamente todos os deputados da oposição, além de muitos da base governista. Ou seja, o requerimento tem assinaturas de deputados do PSDB, DEM, PPS, PSB, PSOL, SDD, PMDB, PSD, PV, PDT, PCdoB, PR, PSC e PP.

Dos 21 partidos representados na Câmara, assinaram o requerimento de criação da CPMI deputados de 17 legendas. Foram 43 do PSDB; 37 do PMDB; 24 do DEM; 23 do PSB; 23 do PSD; 21 do PR; 12 do SDD; nove do PSC; nove do PP; nove do PDT; oito do PPS; cinco do PV; três do PSOL; dois do PTdoB; dois do PMN, um do PCdoB e um do PROS.

Não constam do requerimento assinaturas de deputados do PT, PRB, PRP e PTB.

Fonte: Agência Brasil

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: