Opinião Qual Estado da Federação esse governador governa?

Ontem, em entrevista exclusiva ao Bom Dia DF da Rede Globo, o governador Agnelo Queiroz fez uma avaliação de seus 3 anos de governo. Até aí tudo normal, se não fosse a insensatez de sua assessoria que fez do governador um verdadeiro boneco frente às câmeras, colocando palavras em sua boca da irrealidade existente que hoje vive o Distrito Federal. Vamos aos pontos:

1º) Nota sobre seu atual governo: Na visão do governador seu governo é merecedor de uma nota 8 numa escala de 1 a 10. Talvez ele não tenha sido informado da última pesquisa CNI/IBOPE, a qual foi classificado em penúltimo lugar na avaliação geral de todos os governadores do país com somente 9% (nove por cento) de aprovação. Disse não saber porque teve essa avaliação e quis jogar a culpa em governos anteriores; …

2º) Rejeição que oscilou entre 70% e 80%:
Disse não saber porque os cidadãos de Brasília fizeram essa avaliação dele, mas que isso não condiz com as pesquisas que ele tem e que não está preocupado com pesquisas e sim em trabalhar para o seu povo;

3º) Sobre o transporte público: Chamou o transporte público de Brasília de cartel e que o governo dele foi o primeiro a enfrentá-lo em 50 anos; são 183 ações judiciais e administrativas contra o processo e somente uma empresa está atrapalhando o andamento e conclusão desse processo retendo trabalhadores sem a baixa em suas carteiras funcionais, chamando isso de sabotagem;

4º) Habitação: O governo tinha um planejamento de entregar 100 mil habitações, porém só conseguiu após 3 anos de governo entregar somente 3.600 casas. A desculpa é que esses imóveis estão em construção, mas se em 3 anos entregou somente 3,5% do total, será que em 1 ano restante de governo conseguirá entregar mais 96 mi mil residências?

5º) Saúde Pública: Reportagens mostram a falta de medicamentos e equipamentos médicos básicos a um bom atendimento. Culpou o caos deixado por governos anteriores e que está melhorando a saúde com a contratação de mais de 13 mil servidores como nunca feito em 50 anos;

5º) Operação Tartaruga da PM: Disse que é a polícia com o maior salário do Brasil. Hoje a Polícia Militar já é a terceira colocada no ranking salarial do país ficando atrás de Santa Catarina e Mato Grosso. Além disso o custo de vida na capital federal é um dos maiores do país (Se for observada a tabela abaixo, proporcionalmente ao custo de vida no país, a PMDF é tão somente a 13ª no ranking salarial). Usou novamente a velha máxima das promoções, mais de 16 mil, esquecendo-se de que esse ato é nada mais do que uma obrigação institucional de toda empresa para com seus funcionários, a título de merecimento e incentivo à produção, o que não difere dos integrantes da Polícia Militar. Tentou jogar a opinião pública contra a polícia, típico de quem não tem respostas para os questionamentos públicos e notórios.

Questionado se a marca de seu governo nesses 3 anos foi de “arrumar a casa”, o governador afirmou: “arrumar a casa e agora já está numa outra fase, arrumei a casa para poder mudar a política de transportes, política de saúde, política ambiental, reformando 32 parques, investi 100 milhões em parque nessa cidade e isso não existe em nenhum lugar do Brasil”, no entanto e mais uma vez, deixou a Segurança Pública de fora.

E para encerrar a entrevista com chave de ouro, questionado pelo repórter se não estava preocupado com o transporte, a saúde e a segurança pública, disse que não “pois tem a certeza de que terá a melhor segurança do país na Copa do Mundo”. Veja abaio a íntegra da entrevista.


 
Fonte: Blog do Ten. Poliglota com informações do Bom Dia DF – 21/12/2013

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: