Número de famílias endividadas no DF diminuiu no último mês de 2013


O grande instrumento gerador de dívida continua sendo o cartão de crédito

Houve uma diminuição de 1,6 mil endividados em todo o Distrito Federal em dezembro de 2013. O montante passou de 611.687, em novembro, para 610.012 no último mês do ano. O percentual de famílias com algum tipo de dívida na capital do País foi de 82,4%, índice menor do que o registrado no mês anterior (84,6%). É o que mostra a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), divulgada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do DF (Fecomércio).

O grande instrumento gerador de dívida continua sendo o cartão de crédito. Do total dos endividados, 87% disseram que estão comprometidos nessa modalidade. Porém, o índice teve queda de 0,4% em dezembro. Dentre as famílias com contas em atraso, 48% disseram ter condições de quitar suas dívidas totalmente e 42,4% afirmaram ter condições de quitar o montante parcialmente. Do universo de endividados, apenas 4,6% dos brasilienses disseram não ter condições de quitar as contas.

O presidente da Fecomércio-DF, Adelmir Santana, explica que os brasilienses têm optado por renegociar e quitar dívidas ao invés de buscar o crédito. “Apesar da leve queda no número de endividados no último mês do ano passado, os dados revelam que no decorrer de 2013 o crédito destinado ao consumo sempre esteve em evidência como o principal causador de dívidas dos brasilienses”, afirma Adelmir. “É necessário ter cuidado no momento da compra para não exagerar, pois o endividamento sem controle acaba virando uma bola de neve”, conclui.

A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC) foi realizada com uma amostra de 600 famílias. O estudo serve para orientar os empresários dos setores de comércio, serviços e turismo que utilizam o crédito como ferramenta estratégica para o incremento das vendas, uma vez que permite o acompanhamento do perfil de endividamento do consumidor e sua percepção em relação à capacidade de pagamento.

Fonte: Da redação do Jornal de Brasília

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: