NOTA DE ESCLARECIMENTO

NOTA DE ESCLARECIMENTO



   Pelo comprometimento com toda equipe, coordenadores e colaboradores de campanha e principalmente, com o meu eleitorado, venho por meio deste informar que estou retirando a candidatura ao cargo de Deputada Distrital por falta de compromisso do meu partido com seus pré-candidatos.
O Partido Popular Socialista no âmbito do Distrito Federal, expôs seus correligionários quando firmou alianças que não passaram pelo crivo e avaliação da Comissão Executiva Nacional e portanto, foram impugnadas, poucos dias após a Convenção Regional do PPS-DF.

A opção de construir uma nova proposta para o Governo Distrital não passou de uma articulação mal feita e que posteriormente acarretou a mudanças inaceitáveis para nós, pretendentes a cargos eletivos.
Isso compromete a imagem e o trabalho de aproximadamente 10 deputados distritais que foram fiéis aos ideais de um Partido que mantém em seu estatuto que “A ação do PPS se pauta pela radicalidade democrática, conceito que se relaciona com o aprofundamento da democracia nas relações econômicas, políticas, sociais e pessoais, por meio do pleno exercício da cidadania, visando à supremacia da sociedade civil sobre o Estado”. Com base ainda no estatuto temos no artigo 6 que “Seus filiados compartilham os valores da liberdade e da justiça social, da ética, do trabalho e da solidariedade, da sustentabilidade e da integridade, do internacionalismo e da paz e; rejeitam quaisquer discriminações e preconceitos. Empenham-se pela superação das desigualdades sociais e pela afirmação plena das oportunidades iguais para todos. Defendem a igualdade de posições entre homens e mulheres, na política e na sociedade. “
Gostaria de saber onde se aplica alguns conceitos descritos no estatuto. Quando se fala de radicalidade democrática nas relações políticas, supomos que correligionários dividem o poder de decidir juntos, participando diretamente das escolhas e alianças estipuladas com outros aliados partidários.

Quando dizemos que seus filiados compartilham os valores da justiça e da ética, imaginamos que aqueles que compõem a Comissão Executiva do PPS-DF e que representam os filiados e a nominata proposta para as eleições, são detentores da confiança de todos os membros e por isso devem garantir que os compromissos convencionados com os pré-candidatos sejam rigidamente cumpridos, o que não aconteceu.
Em reuniões para definir nomes para as eleições de 2014, foi afirmado e reafirmado pelos dirigentes do partido no DF que nenhum nome da família Pedrosa teria a possibilidade de receber legenda, senão a figura da própria Eliana Pedrosa.

No entanto, o que ocorreu foi uma quebra de alianças e acordos previamente assentados e que fere a candidatura de homens e mulheres de caráter como eu. E me refiro a caráter o fato de respeitar pessoas, figuras públicas e acordos firmados com a aprovação de uma maioria absoluta.
É impossível aceitar o descaso com o grupo de pré-candidatos que sempre caminhou junto e unido para garantir a sua representação partidária dentro das câmaras legislativa e federal. Foi anulada a decisão tomada pelo colegiado para favorecer apenas a “família Pedrosa e seus apadrinhados”.
Dessa forma, a minha contribuição para a melhoria de uma cidade devastada pela corrupção é posta em xeque, sendo desconsiderados anos de trabalho extensivo dentro do Distrito Federal, em prol de um povo que anseia por mudanças. 
O Grupo Milena Godoy é uma equipe de aproximadamente 400 pessoas que se dedica a uma proposta sólida e verdadeira, que não age em duplicidade, que não trabalha com promessas vazias. Não iludimos ninguém.
E por isso alcançamos um resultado acima do esperado nessa campanha, conquistando eleitores nas diversas regiões administrativas do DF, realizando um trabalho ousado na Cidades Estrutural, Ceilândia, Brazlândia e Planaltina.
Portanto, não é apenas a imagem da pré-candidata que está sendo lesada e sim, o propósito de um estafe inteiro.

E talvez o grande erro foi ter recusado o convite de outros partidos que desde o início, quando ainda estávamos idealizando a nossa participação no cargo eletivo, já demonstravam grande interesse em abraçar o nosso projeto.
Seguindo meus ideais e confiando na minha personalidade forte, não me resta tomar outra decisão a não ser a de abrir mão de participar desse desarranjo político, antes mesmo de expor ainda mais os meus eleitores a ações de pessoas despreparadas, que não pensam no coletivo, que não respeitam alianças e sequer são capazes de cumprir acordos.

Permaneço com o mesmo interesse de contribuir para a construção de um Distrito Federal onde o cidadão registra seu voto nas urnas na certeza de ter escolhido a opção certa, onde a população pode acreditar e confiar no trabalho de seus representantes, onde uma mulher pode motivar a outras várias mulheres a perceber seu importante papel na sociedade.

Nós mulheres, que representamos 52% do eleitorado do Distrito Federal, daremos conta de politizar a nossa comunidade, permitindo que famílias possam fazer suas escolhas. Conhecendo e analisando verdadeiramente o candidato sem se deixar enganar pela falsa imagem que é construída e sustentada por de trás de grandes articulações políticas que são feitas em prol de um grupo pequeno e não de benefícios extensivos a toda população.
Quando conhecemos de fato um candidato, verificamos o seu caráter. Percebemos se ele será capaz de cumprir tudo aquilo que foi proposto apenas observando suas atitudes. E para não ajudar a eleger pessoas que não merecem representar a população de Brasília novamente é que eu prefiro estar fora dessas eleições.

Milena Godoy.

Assessoria de comunicação.
Contato: 8307-1471 – 8150-3361.

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: