Ninguém sabe o que veio fazer o ditador Castro no Brasil


Ninguém soube informar o que veio fazer no Brasil o ditador cubano Raul Castro, que passou o dia em Salvador na companhia do governador petista Jacques Wagner, seu admirador, como são seus admiradores todos os dirigentes do PT e os petistas do governo Dilma Roussef. Raul é irmão de Fidel Castro e fez com ele a revolução de 1959 que implantou o comunismo em Cuba. De lá para cá, há 51 anos, a família Castro impõe um regime tirânico, ditatorial, dinástico, transformando a ilha num ambiente de terror, temor e atraso econômico e político sem paralelo na América Latina. O mais provável é que ele tenha vindo da África do Sul e fez uma parada no Brasil para conferir de que modo trabalham seus escravos do Mais Médicos.

A reportagem é de Biaggio Talento, A Tarde, Salvador

O ditador cubano Raúl Castro almoçou nesta sexta-feira no Palácio de Ondina com o governador da Bahia, Jaques Wagner. Eles passaram a tarde conversando, mas o governo não deu qualquer informação sobre o encontro. Apenas fotos foram divulgadas.
Castro chegou ao Palácio de Ondina por volta das 13h30 e saiu às 17h30. O governo não informou o horário que o avião do presidente cubano iria decolar de Salvador, mas o certo é que ele não se encontraria novamente com Wagner.

O ditador cubano estava acompanhado de dois assessores. Antes do almoço, ele comeu acarajé e na saída pediu um “beijinho” da baiana que o serviu, conhecida como Marise.


About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: