Negócios no Japão foi omitido em relatórios da Petrobras

Negócios no Japão foi omitido em relatórios da Petrobras

Negócios no Japão foi omitido em relatórios da Petrobras

A Petrobrás esteve interessada em comprar uma refinaria no Japão. Foi o que alegou os seus documentos internos. Essa compra foi aprovada em 2008, pelo conselho de administração da empresa, sem que ela soubesse dos riscos que isso traria.

A documentação mostra que foi solicitada a aprovação da compra da refinaria Nansei, em Okinawa. No final das contas, a refinaria que trazia prejuízos aos japoneses, seria lucrativa caso fosse adaptada para refinar o petróleo brasileiro. A intenção de comprar a Nansei, seria para aumentar os negócios no mercado exterior.

A Petrobrás investiu U$ 111 milhões na refinaria e tentou vendê-la no início de 2013, mas sem obter sucesso. A mesma alegou que a aquisição da refinaria, estava dentro do projeto de planejamento estratégico dado na época. Segundo os documentos internos, as áreas financeiras e de estratégia, consideravam a Nansei como não rentável, porque o indicador usado para medir a expectativa de retorno na compra de uma empresa, era negativo de U$ 215 milhões.

A área de estratégia também identificou dificuldades para que houvesse interação da refinaria com o restante dos negócios da estatal.

O Congresso Nacional, deverá dar início nesta terça-feira (06), a uma investigação parlamentar sobre as denúncias das possíveis irregularidades na Petrobrás.


About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: