Mulher com câncer foge de tratamento para ir a show do Guns em Brasília


Mulher com câncer foge de tratamento para ir a show do Guns em Brasília
Fã da banda há 27 anos vai ao show desta terça escondida do marido.
Primeiro da fila chegou ao local 13 horas antes da abertura dos portões.

Do G1 DF

Fãs de Guns N’ Roses esperando a abertura dos portões, prevista para as 18h (Foto: Luiza Facchina/G1)

Ao longo de três décadas de carreira, os Guns N’ Roses sempre atraíram fãs de todas as idades e dispostos a fazer loucuras pelo grupo predileto. Uma moradora de Goiânia interrompeu o tratamento de câncer de mama e foi escondida do marido para a porta do ginásio Nilson Nelson, onde acontece o show desta terça (25).

Depois de diagnosticar um tumor em 2013, uma fã que não quis se identificar adiou o tratamento só para ver a banda. “Eu descobri que tenho câncer no ano passado e estava com sessão de quimioterapia marcada. Eu adiei escondido da minha família e vim pra Brasília para curtir o show.”

Aos 38 anos, ela diz que se apaixonou pelo Guns aos 11 anos. Ela afirmou que havia prometido a si mesma que seu último show seria no Rock in Rio de 2011. “Eu não aguentei. Não consegui curtir o último show, meu marido passou mal. Mas eu prometo que esse vai ser o meu útlimo”, diz a mulher.


O estudante e fã, Karl Marx chegou sozinho às 5h
(Foto: Luiza Facchina/G1)

Outro exemplo de devoção à banda é do estudante Karl Marx, de 19 anos. Morador da 104 Norte, ele saiu de casa às 4h30 e caminhou cerca de 3 km para chegar mais de 13 horas antes da abertura dos portões, na tentativa de conseguir um bom lugar durante o show. “Eu tenho 1,63 m, sou baixo e o meu objetivo é ficar colado na grade”.

Primeiro a chegar ao local do show,
o fã diz que se decepcionou com a organização da fila. “Eu fui o primeiro a chegar, mas isso não significa que eu seja o primeiro a entrar. Essa fila é única para todos os tipos de ingresso, o pessoal vai correr muito, vai haver revista. É possível que eu não seja o primeiro e não consiga meu lugar”, lamenta o fã.

“Eu nasci em um berço de rock, o meu pai sempre foi apaixonado, eu escuto desde pequeno e vim no último show do Guns aqui em Brasília, em 2010”, diz o estudante. Ele espera que o repertório siga de acordo com os shows do Rio de Janeiro e Belo Horizonte, mas que também traga surpresas. “No show do Rio o guitarrista Ron ‘Bumblefoot’ Thal tocou o nosso hino nacional. Espero que tenha alguma surpresa para Brasília”.

A gaúcha Deise Marques, de 37 anos, fez uma tatuagem e um cartaz especial para o vocalista Axl Rose

(Foto: Luiza Facchina/G1)

Alguns fãs que estão na fila desde a madrugada reclamam da falta de banheiros no local. “Aqui não tem nenhum banheiro químico fora, achei meio sem estrutura. Tem gente de idade aqui e o banheiro que estamos usando é em um shopping, a cerca de 2 km daqui”, diz a fã Juliana Campos.


Maud dos Santos chegou às 10h e está guardando lugar
para a neta, que está na aula (Foto: Luiza Facchina/G1)

A aposentada Maud dos Santos chegou ao local do show às 10h, mas ela não vai curtir a banda. “Estou guardando lugar para a minha neta de 16 anos, que tinha prova hoje de manhã. A aposentada, que tem 71 anos e mora em Ceilândia, diz que ela que se ofereceu para guardar o lugar. “Ela é muito fã da banda. Vale a pena fazer um sacrifício pela minha neta.”

Liderados pelo vocalista Axl Rose, os Guns N’ Roses sobem ao palco depois do show de abertura da Plebe Rude, prevista para as 21h. O repertório deve trazer clássicos como “Sweet child o ‘mine”, “Paradise city”, “You could be mine”, “Patience”, “November rain”, “Don’t cry” e as versões de “Knocking on the heaven’s door”, de Bob Dylan, e “Live and let die”, de Paul McCartney, além de composições do álbum “Chinese Democracy”.
Músicos, produtores e técnicos da banda Guns N’ Roses percorrem o caminho espiral no Templo da Boa Vontade, em Brasília (Foto: Gustavo Henrique Lima/Templo da Boa Vontade/Divulgação)

Rolê na capital
Quatro dos integrantes da banda passearam em pontos de Brasília nesta segunda-feira (24), véspera do dia do show. “Richard Fortus (guitarra), Dizzy Reed (teclados), Chris Pitman (teclados) e Frank Ferrer (bateria)” estiveram no Templo da Boa Vontade, na Asa Sul, o local mais visitado doDistrito Federal.

Eles caminharam pelo caminho espiral, conheceram a “Nave do Templo” e a “Sala Egípcia” ao lado de produtores e da equipe técnica. Segundo a Legião da Boa Vontade (LBV), os visitantes chegaram a comprar cristais vendidos no templo.
Integrantes da banda Guns N’ Roses com professora no Museu de Anatomia Humana da Universidade de Brasília (Foto: Phellip de Carvalho/Arquivo pessoal)

Também na segunda-feira, os integrantes estiveram no Museu de Anatomia Humana da Universidade de Brasília. Os músicos “participaram” do protesto dos alunos contra o fim das aulas práticas na área, motivada pelo número insuficiente de técnicos.


About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: