MST protesta em Brasília contra ‘estagnação’ da reforma agrária


Grupo toma parte da Praça dos Três Poderes e entrega documento com reivindicações ao secretário-geral da Presidência, Gilberto Carvalho

Brasília – Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra entraram em confronto com a polícia na tarde desta quarta-feira, 12, na Praça dos Três Poderes, em Brasília, durante protesto pelo o que eles chamam de ‘estagnação’ da reforma agrária durante o governo Dilma Rousseff. A confusão provocou a suspensão, por mais de meia hora, de sessão do Supremo Tribunal Federal por risco de invasão.

Com faixas e gritos de guerra “Dilma cadê a reforma agrária?” ou “Dilma ruralista”, representantes do movimento, que participam do VI Congresso Nacional do MST, entregaram um documento ao secretário-geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho. A entrega do documento seria feita em uma audiência no gabinete do ministro, mas, após um início de tumulto em que foram derrubadas algumas grades na Praça, o encontro ocorreu em uma das vias de acesso ao Palácio do Planalto.

“Nós tínhamos uma sala reservada para recebê-los, mas eles preferiram que nós descêssemos aqui. Tínhamos combinado ontem que tudo seria tranquilo, eles viriam se posicionariam na Praça, mas o que acontece é muito comum, vem uma molecada e empurra a grade. Você tem o risco de invasão do Planalto e aqui tem uma lei clara que ninguém pode obstruir a via muito menos adentrar o Palácio que é um símbolo do País”, disse Carvalho após encontro com representantes do movimento.

“Recebi agora (o documento), vamos dar ciência à presidenta. Segundo eles, são reivindicações que o governo já teria assumido e não teria cumprido, mas eu ainda não li o texto”, afirmou o ministro. Segundo Carvalho, está previsto um encontro entre líderes do movimento com a presidente Dilma nesta quinta-feira, 13.

FONTE: ESTADÃO.

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: