Motos: solução para a mobilidade e campeãs de imprudências


Da Redação

É cada vez maior a quantidade de veículos – carros e motos – circulando nas ruas do Distrito Federal, e em todo o país. Apenas de janeiro a agosto deste ano, segundo dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), já foram emplacados mais de 69 mil veículos novos, somente no DF. Desse total, 167.858 são do tipo ciclomotor, motoneta e motocicleta. O aumento da frota faz com que outro fator, além do trânsito cada vez mais complicado cresça: a imprudência no trânsito.

Até o mês de setembro já tínhamos uma frota de 1.488.933 veículos (carros e motos). Por um lado, as motocicletas facilitam a mobilidade, pois dificilmente o condutor fica preso no trânsito pilotando uma delas, uma vez que o tamanho e formato possibilitam a passagem entre os demais veículos trafegantes. Por outro lado, muitos motociclistas não respeitam as legislações do trânsito, ultrapassam sem segurança e acabam provocando acidentes graves.

As estatísitcas apontam a crescência de acidentes envolvendo esses veículos. A redução nos casos pode ocorrer com precaução e consciência dos condutores, ou com ações educativas e fiscalização dos órgãos competentes. O Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER/DF) tem fiscalizado frequentemente as rodovias do DF.

O órgão faz um pente fino para identificar motociclistas sem habilitação – os campeões nas imprudências. Segundo o DER, vários condutores trafegam sem habilitação, o que oferece um risco a todos. Além disso, tem aqueles que são habilitados em categoria diferente da requerida, oferecendo perigo potencial para si próprio e para os outros envolvidos no trânsito.

O DER promoveu durante esta semana, quatro operações de blitz em diferentes rodovias com foco nas abordagens de motocicletas, a fim de reduzir as trágicas estatísticas de acidentes com esses tipos de veículos.

Segundo o órgão responsável pelo trânsito em várias vias, as blitz aconteceram na DF-150 (Fercal), DF-075 (Estrada Parque Núcleo Bandeirante – EPNB), DF-001 (trecho Pistão Sul) e DF-085 (Estrada Parque Taguatinga). O saldo dessas operações resultou em 307 veículos abordados, 102 autuações, 33 remoções ao depósito e 20 condutores inabilitados retirados das ruas.

Nas operações ainda não foram cobradas as novas regras para motofrete, conforme preceitua a Lei 12.009/09 e resoluções do Contran nº 356/10, nº 410/12 e nº 414/12, tendo em vista o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) acordado com o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios e assinado pelo DER, DETRAN e representantes da categoria, já que o prazo para adequação à nova norma foi prorrogado para 15 de janeiro de 2014.

*Com informações do DER/DF e SUTRAN.

Fonte: Da redação do clicabrasilia.com.br

About A Politica e o Poder

%d blogueiros gostam disto: